PSP detém trio que transportava 60 mil doses de haxixe na A2

83
visualizações

Três homens suspeitos de tráfico de estupefacientes foram detidos na Autoestrada do Sul – A2, entre Alcácer do Sal e Grândola, transportando 60 mil doses de haxixe, e ficaram em prisão preventiva.

- Pub -

A detenção dos suspeitos, com idades entre os 35 e os 42 anos, ocorreu na sexta-feira, pelas 22h20, “através de uma indicação que apontava no sentido de estar a decorrer uma transacção avultada de estupefacientes na Autoestrada do Sul – A2”, que liga Lisboa a Albufeira, anunciou hoje a PSP.

Neste âmbito, o Comando Metropolitano da PSP de Lisboa (Cometlis) montou um dispositivo operacional para “confirmar essas suspeitas e interceptar os seus autores”, o que resultou na localização de “duas viaturas suspeitas”.

Após abordagem policial, com a coordenação e colaboração da brigada de trânsito da Guarda Nacional Republicana (GNR), a PSP deteve “três suspeitos que transportavam um fardo de haxixe, com 300 embalagens deste estupefaciente, com o peso total de 30 quilogramas”.

Fonte do Cometlis disse à Lusa que a detenção aconteceu “ao quilómetro 92 da A2”, entre Alcácer do Sal e Grândola, no distrito de Setúbal, referindo que o fardo apreendido corresponde a 60 mil doses de haxixe, uma vez que “cada grama de haxixe equivale a duas doses”.

“Acredita-se que o estupefaciente fosse destinado a ser vendido na área metropolitana de Lisboa e zona alta do Ribatejo, sendo que esta elevada quantidade permitiria aos suspeitos obter elevados proventos monetários”, referiu a PSP, suspeitando que esta seria a sua única fonte de rendimentos.

O Cometlis vai continuar a fazer esforços investigatórios no sentido de recolher novos indícios que permitam “aferir a real dimensão da actividade dos suspeitos ao longo dos últimos anos”.

Presentes a tribunal para 1.º interrogatório, os três detidos ficaram sujeitos à medida de coação mais gravosa, a prisão preventiva, encontrando-se detidos no Estabelecimento Prisional de Lisboa.

Lusa

Comentários

- Pub -