Comissões de protecção das crianças e jovens de Setúbal, Lisboa e Santarém reúnem-se em Alcácer

39
visualizações

Cerca de 130 profissionais das comissões de protecção das crianças e jovens (CPCJ) dos distritos de Setúbal, Lisboa e Santarém reuniram-se na última segunda-feira no Auditório Municipal de Alcácer do Sal para um encontro regional de trabalho, que visou a partilha de experiências e o aprofundamento de problemáticas com que as referidas entidades se debatem. A iniciativa, que decorreu ao longo do dia, foi organizada pela Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Protecção das Crianças e Jovens que este ano escolheu o município alentejano para a realização da jornada de trabalho.

- Pub -

Uma escolha que recaiu em Alcácer face ao empenho da autarquia para acolher o evento na cidade, conforme salientou Rosário Farmhouse, presidente da Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Protecção das Crianças e Jovens, durante a abertura da sessão.

Aspecto reforçado por Vítor Proença, presidente da Câmara Municipal, que salientou de seguida que o município do Litoral Alentejano “está, desde o primeiro dia, empenhado no apoio e acompanhamento do trabalho que os técnicos da CPCJ de Alcácer desenvolvem, disponibilizando o espaço e meios logísticos para o seu normal funcionamento”. O autarca revelou ainda que o trabalho desenvolvido na referida área tem vindo a dar frutos. “É com muita satisfação que se constata, a cada dia que passa, que as nossas crianças estão mais protegidas, mais defendidas e menos expostas a situações de violência e maus-tratos”, afirmou, adiantando: “Esta dinâmica evolutiva resulta do trabalho desenvolvido pelos técnicos das CPCJ e das instituições onde os mesmos desempenham actividade profissional em defesa desta que é, talvez, a par da população idosa, a mais frágil camada da população”.

Cerca de 130 participantes, entre coordenadores regionais, técnicos e demais elementos das CPCJ dos três distritos participaram na reunião de trabalho conjunta, que permitiu a partilha de questões e de aprofundamento de problemáticas que se colocam no âmbito do trabalho das referidas entidades.

Comentários

- Pub -