Uma das maiores empresas do sector da Construção Civil no nosso distrito

161
visualizações

No 28º aniversário da empresa Construções Silvino Pedro Marques & Filhos Lda (SPM), Paulo Marques, Carlos Marques e Sónia Marques dedicaram as conquistas e sonhos concretizados ao empenho e qualidade dos seus colaboradores

Este slideshow necessita de JavaScript.

- Pub -

 

“Há quase três décadas atrás o nosso pai, Silvino Pedro Marques, já tinha uma visão diferente do que poderia ser o negócio da construção civil. Focado na construção de moradias, na época um mercado em expansão. Mas, sempre com olhar atento às potencialidades de outras áreas da construção”, destacam Paulo Marques, Carlos Marques e Sónia Marques, filhos deste empreendedor que, em 1991 fundou a Construções Silvino Pedro Marques & Filhos Lda.

Hoje, é a segunda geração que gere esta empresa, sempre com o mesmo espírito familiar, dando continuidade à visão de Silvino Pedro Marques. “Continuamos dedicados à construção de moradias, claro. Mas agora e cada vez mais, à construção industrial”, revelam os proprietários.

A celebrar o 28º aniversário da empresa, os irmãos Marques decidiram homenagear os colaboradores que os acompanham “há muito tempo”, nesta aventura de empreendedorismo através de um evento especial.

No dia 9 de Fevereiro empresa deu a conhecer os novos equipamentos e projectos em que está a apostar. “Sobretudo, para dizer que continuamos a contar com todas estas pessoas, para trabalharem connosco no futuro que queremos construir”.

Colaboradores que os irmãos defendem pela “dedicação que demonstraram sempre, a fazer o seu trabalho com brio e qualidade. Ajudando a construir uma empresa que hoje podemos assumir como uma das maiores na área da construção, dentro da península de Setúbal”.

 

Construir o futuro

 

Ao longo destes 28 anos os proprietários destacam não só a construção de moradias. “À qual nos dedicávamos principalmente, até há cerca de uma década atrás”. Mas, também, a afirmação na área da construção industrial. “A construção industrial e reabilitação é hoje uma área mais rentável para a empresa, derivado ao facto da sua estrutura ter crescido e ser necessário apostar em negócios que permitam sustentabilidade para o futuro”.

Uma aposta que, na perspectiva de Paulo, Carlos e Sónia, “está a correr bem” com a construção de projectos desde a raiz, em regime de concepção. “Neste momento estamos a construir uma estufa com uma área de cerca de 30 mil metros na Ericeira, sendo apenas um exemplo do que se encontra a decorrer”. Prova de que o trabalho desenvolvido por esta empresa “vai muito além de Setúbal”.

Através desta dinâmica, sempre com o olhar voltado para o futuro, “crescendo passo a passo, de forma pensada e sustentável”, ao longo de 28 anos a SPM foi responsável pela criação de centenas de postos de trabalho.

“Postos de trabalho directos e indirectos que, no total, representam um volume de cerca de 300 pessoas”. Desde equipas de carpintaria, a electricidade, pedreiros, serventes, ladrilhadores, condutores e manobradores, pintores, canalizadores, chefes de equipa, encarregados, engenheiros civis, técnico de segurança, escriturárias a medidores-orçamentistas. “E isso é o mais importante para nós”.

Dinâmica que se reflecte no crescimento da empresa, durante a última década. “Um crescimento anual de 10%” explica Carlos Marques. “Com a recuperação do mercado fomos empurrados para isso. Ou acompanhávamos o fluxo e o crescimento, ou nos rendíamos. E esse nunca foi o nosso objectivo. Mas sim, continuar a crescer”.

Sempre a planear o futuro, os herdeiros do sonho de Silvino Pedro Marques, têm como objectivo garantir novos equipamentos para a continuidade e crescimento da empresa. “Instalações com condições para alocar todos os nossos recursos e organizar o nosso trabalho, para uma execução de qualidade. Aliás, característica pela qual somos reconhecidos”.

Comentários

- Pub -