Farmácia de Palmela, 24 horas por dia todo o ano

37
visualizações

De uma pequena botica, em 1887 a uma das unidades de referência no concelho de Palmela em 2019. É este o caminho de sucesso assegurado e potenciado pela família Fortuna que assumiu essa responsabilidade em 1998. Atendimento personalizado e serviço 24h, durante todo o ano, são particularidades que a distinguem.

 

- Pub -

Moderna, com atendimento personalizado, responsabilidade social, com serviços e produtos actualizados. Nos dias que correm é esta a imagem de marca da Farmácia de Palmela aberta 24 horas por dia, todos os dias do ano. O retrato em destaque, que salta à vista quando se entra na Farmácia, com o abraço das netas ao avô faz transparecer o espírito de família e de missão norteado por valores humanos. Uma farmácia transversal, com espaço para todos.

 

Maria da Redenção Fortuna, Isabel Fortuna e Nuno Fortuna, irmãos e sócios são os “cúmplices” da transformação desta Farmácia de um pequeno polo de atendimento no centro da vila de Palmela numa unidade moderna, funcional, ampla e com potencial para se expandir ainda mais no futuro. Cada um com funções distintas no funcionamento da Farmácia mas com igual quota no caminho de sucesso trilhado até agora.

 

Mas a história para chegar até aqui começa a contar-se antes, muito antes. A Farmácia de Palmela tem origem no século XIX, com data de início de actividade provável em 1887, tendo Francisco Godinho de Matos (nascido em 1864) sido o primeiro farmacêutico responsável pela abertura da primeira botica, no número 5 da Rua Heliodoro Salgado, em Palmela. O seu filho, Manuel Godinho de Matos, seguindo o ofício do pai, viria, posteriormente, a abrir a Farmácia Central de Pinhal Novo.

Em 1998, a propriedade da Farmácia de Palmela passa para a família Fortuna, com data de reabertura a 1 de Maio desse mesmo ano, mantendo a tradição de negócio familiar instituído pela família Godinho, sustentando um conceito de marca baseado em factores culturais, funcionais e emocionais acima de qualquer identificação gráfica.

 

Desta forma, e desde a sua fundação, a Farmácia de Palmela manteve uma identidade visual sem símbolo personalizado, tendo a partir de 1998 adoptado uma estrutura substancialmente nominativa, naturalmente em consequência do conceito anterior, pelo que houve um cuidado de exclusividade tipográfica desenhada pelo artista Duarte Fortuna na criação do primeiro logotipo conhecido.

Em 2012, surgiu uma certa preocupação em modernizar a identidade visual da Farmácia sem, no entanto, ter sido concretizada uma forma definitiva ou convincente, naturalmente por falta de um certo estudo necessário tendo em conta a longa história do estabelecimento.

Finalmente no biénio 2017/2018, que envolveu a mudança da Farmácia para as novas e alargadas instalações, considerando mais uma vez a tradição pelo aspecto nominativo, e sem ignorar essa tentativa de optimização em linhas contemporâneas, acabou por se estabelecer e consolidar a identidade visual da Farmácia de Palmela com o actual logótipo que recebeu na sua concepção um surpreendente contributo familiar. O actual visual resulta de um estudo realizado, pela gráfica Diva Almeida. O coração inserido no logótipo, imagem agregadora que “traduz o cuidado e carinho do desempenho colocado ao serviço da população”, foi desenhado por Teresa, sobrinha mais nova de Maria da Redenção, de apenas seis anos de idade.

 

“As pessoas continuam a preferir os nossos serviços porque esta Farmácia tem sempre alguém para as atender, 365 dias por ano, 24 horas por dia”

A família Fortuna pelo atendimento ao público personalizado, e de grande cumplicidade com os utentes que implementou, rapidamente ganhou a simpatia da população. Maria da Redenção Fortuna , em declarações a O SETUBALENSE – DIÁRIO DA REGIÃO, está satisfeita com a mudança de instalações, há cerca de dois anos, para o recente instalado Retail Park na periferia da vila. “Sempre foi nossa preocupação sermos uma Farmácia de 24 horas para servir melhor a população do concelho. Nesse sentido encontrámos esta solução. Passado este tempo o balanço que fazemos é positivo”. Na altura da mudança poderia pensar-se que a mesma teria impacto negativo na afluência de uma população habituada a ter uma Farmácia à ´porta´ de casa. “As pessoas continuam a preferir os nossos serviços porque esta Farmácia tem sempre alguém para as atender, 365 dias por ano, 24 horas por dia”, salienta.

 

“A nossa profissão exige muito em termos técnicos, mas como contacta com pessoas é preciso gostar mesmo muito das mesmas e nós temos a felicidade de contar com profissionais com essas qualidades”.

 

Aos utentes da Farmácia, e às populações do concelho em geral, a responsável garante que “estamos atentos às necessidades da população apesar do serviço 24 horas não ser rentável economicamente. Só para esse efeito temos três colaboradores, no entanto ele é feito a pensar na nossa responsabilidade social num concelho tão extenso”.

Uma das mais-valias da Farmácia é o seu tão elogiado atendimento, uma característica só possível, destaca, devido ao profissionalismo dos seus colaboradores.“A nossa profissão exige muito em termos técnicos, mas como contacta com pessoas é preciso gostar mesmo muito das mesmas e nós temos a felicidade de contar com profissionais com essas qualidades”.

Nos serviços que presta aos utentes, Maria da Redenção Fortuna, salienta, “os rastreios que fazemos. Na última sexta-feira de cada mês medimos o colesterol e diariamente a pressão arterial, ambos os serviços gratuitos”. Para o futuro uma linha principal. “A nossa preocupação é sempre melhorar”, conclui.

Mas a história familiar desta Farmácia não se deverá ficar por esta geração. A sua filha, a jovem farmacêutica Verónica já trabalha ao lado de sua mãe e poderá muito bem significar a perduração deste bonito e importante legado à população.

 

Por Luís Pestana

Comentários

- Pub -