Zequinha marcou na última deslocação a Barcelos

9
visualizações

Avançado fez em 2015 o golo do empate (1-1) do Vitória no reduto do Gil Vicente

 

- Pub -

 

Desde 2014/15, época em que o Gil Vicente esteve pela última vez na I Liga, que Vitória FC e o emblema de Barcelos não mediam forças. Sábado, pelas 21:30, os clubes voltam a defrontar-se num duelo que não acontecia desde 1 de Fevereiro de 2015, dia em que os verdes e brancos impuseram uma igualdade (1-1) aos gilistas. O avançado Zequinha foi o autor do golo setubalense e tudo vai fazer para voltar a facturar no Estádio Cidade de Barcelos.

Na partida da 19.ª jornada do campeonato, os anfitriões entraram melhor e chegaram ao intervalo em vantagem graças a um golo de João Vilela, aos 35 minutos. O Vitória treinado por Bruno Ribeiro nunca se deu por vencido acabando por ver o seu esforço recompensado, aos 83 minutos, quando Zequinha, que nessa época fez quatro tentos pelos vitorianos, apontou o tento que valeu a igualdade.

Numa altura em que o Vitória vive uma crise de golos, adeptos, jogadores e responsáveis do clube anseiam por ver a equipa marcar, algo que não conseguiu fazer nas primeiras três jornadas [0-0 com Tondela e Moreirense e 4-0 com o FC Porto]. Diante do Gil Vicente, a equipa tem como objectivo, além de quebrar o jejum de golos na I Liga, festejar o primeiro triunfo no campeonato 2019/20.

Apesar de terem ficado em branco nas primeiras três rondas, os avançados Hachadi e Zequinha deverão continuar a merecer a confiança do treinador com o Gil Vicente. Ao contrário do marroquino, que cumpre a primeira época em Portugal, o português tem no currículo 129 partidas no escalão principal divididos entre Vitória e Arouca. Refira-se que Zequinha regressa sábado a uma casa que já foi sua, uma vez que, em 2008/09, o atacante vestiu a camisola do Gil Vicente na II Liga.

Entretanto, o plantel às ordens de Sandro Mendes continuou ontem de manhã, no Complexo Desportivo Municipal de Palmela, a preparar a estratégia a colocar em prática frente ao Gil Vicente. Em Barcelos são certas as ausências dos lesionados André Pedrosa, Alex Freitas e Amâncio. O defesa Nuno Pinto, que recupera a forma depois de oito meses de paragem, também continua a não ser opção.

Sub-23 : Empate com Leixões soube a pouco

A contar para a 4.ª jornada da Liga Revelação, escalão de sunb-23, o Vitória e o Leixões empataram anteontem (2-2) no Complexo Municipal de Atletismo em Setúbal. Léo Chão e Kamo-Kamo marcaram os golos setubalenses, sendo que Chidera e Franco marcaram para os nortenhos, que actuaram desde os 24 minutos em superioridade numérica devido à expulsão de Johnson.

Dando continuidade ao que tem vindo a acontecer, a equipa treinada por Chiquinho Conde possibilitou a inclusão de vários jogadores que têm trabalhado com a equipa principal. Com o objectivo de ganharem ritmo de jogo, os defesas João Meira e João Serrão e o atacante Léo Chão foram titulares e ganharam minutos de competição numa prova onde João Valido e Nuno Pinto também já tinham actuado em rondas anteriores.

Já depois do leixonense Chidera ter aos 20 minutos aproveitado um erro do guarda-redes Duverger, o Vitória ficou com a vida ainda mais complicada volvidos quatro minutos devido ao cartão vermelho exibido a Johnson por entrada dura sobre um adversário. Mesmo reduzidos a 10 elementos, os sadinos foram a melhor equipa e repuseram a igualdade (1-1) através de Léo Chão, aos 26 minutos.

Antes do intervalo, o Leixões voltou a ganhar vantagem na conversão de uma grande penalidade convertida por Franco, aos 41. Na segunda parte, o Vitória mostrou teve uma atitude impressionante acabando, com naturalidade, mesmo a jogar 10 contra 11, por repor a igualdade (2-2) por Kamo-Kamo (57’). Até ao final, o Vitória continuou a carregar no acelerador e conseguiu ainda introduzir a bola na baliza, mas o lance foi anulado pelo árbitro da partida por fora-de-jogo.

Com este resultado, à 4.ª joranada, o Vitória soma agora cinco pontos, os mesmos que Rio Ave, Estoril e Cova da Piedade. No próximo domingo (15:15 horas), a equipa de Chiquinho Conde defronta o Rio Ave, em Vila do Conde.

Refira-se que Duverger, Dionysis (Rui Modesto, 86’), Rodrigo Antunes, João Serrão, Bruno Langa, João Meira (Canadas, 75’), Johnson, Sory, Kamo-Kamo, Léo Chão (Marouca, 86’) e Brian (Neves, 45’) foram os jogadores utilizados. Diogo Santos, Firmino, Bruno Almeida, Diogo Lobo, Nascimento e Marcos foram suplentes não utilizados

Comentários

- Pub -