Vitória vai a Barcelos com fome de golos e triunfos

14
visualizações

Equipa começou a preparar o duelo de sábado no reduto do Gil Vicente

 

- Pub -

Após dois dias de folga, o plantel do Vitória FC regressou ontem de tarde ao Estádio do Bonfim para dar início à preparação do duelo de sábado, 21:30 horas, no reduto do Gil Vicente. Em Barcelos, na partida referente à quarta jornada da I Liga, os comandados de Sandro Mendes têm como objectivo somar o primeiro êxito do campeonato. Para ter sucesso a equipa terá de fazer algo que não conseguiu nas primeiras três rondas: marcar golos.

Com dois empates – ambos 0-0 frente a Tondela e Moreirense na primeira e terceira jornadas, respectivamente – e uma derrota (4-0) na casa do FC Porto, os setubalenses, que somam dois pontos na classificação juntamente com o Belenenses e V. Guimarães (este com menos um jogo), estão conscientes da necessidade de somar pontos para não correrem o risco de serem ultrapassados por Marítimo e Paços de Ferreira, que ocupam as últimas posições da tabela.

No Bonfim, todos estão conscientes das dificuldades que vão encontrar no Estádio Cidade de Barcelos, recinto onde os gilistas impuseram anteontem uma igualdade (1-1) ao Sporting de Braga e, logo na jornada inaugural da prova, causaram sensação ao vencerem o FC Porto, por 2-1.

Além dos bons desempenhos como anfitrião do conjunto treinado pelo experiente Vítor Oliveira, outro dado que reflecte as dificuldades que o Vitória deverá ter prende-se com o histórico de confrontos. Nas 13 partidas que os sadinos mediram forças no escalão principal com o Gil como visitado, o Vitória apenas triunfou duas vezes, tendo-se registado três igualdades e oito desaires nos outros jogos.

Frente ao Gil Vicente, o treinador Sandro Mendes continua a não contar com os contributos de André Pedrosa, Alex Freitas e Amâncio, trio que continua entregue ao departamento médico. Além destes, João Valido, João Serrão, Baba Fernandes, Nuno Pinto e Leonardo Chão, jogadores que têm actuado pelos sub-23 na Liga Revelação também não deverão ser opção para Barcelos.

No caso de Nuno Pinto, o timoneiro dos sadinos fez questão de elogiar a postura do lateral-esquerdo, frisando a dedicação e atitude de um jogador que tem “qualidade” e é uma “mais-valia” para a equipa. “O Nuno Pinto tem muita vontade e a prova disso foi que quis ir jogar pelos sub-23 sem ser contrariado”, disse, lembrando que “só o tem dirá quando volta” a jogar pela equipa principal.

No clube ninguém avança uma previsão para o regresso de Nuno Pinto, de 33 anos de idade, aos jogos pela equipa principal, mas todos têm a certeza que a força manifestada pelo atleta, que esteve afastado da competição oito meses devido a um linfoma, entretanto debelado, vai ajudá-lo a regressar num futuro próximo à I Liga.

 

Sub-23 defrontam hoje o Leixões

 

Depois de há uma semana ter actuado 70 minutos pelos sub-23 na goleada (4-0) imposta ao Famalicão e de ter jogado sábado os 90 minutos no 2-2 alcançado no reduto do Portimonense, Nuno Pinto deverá voltar a ser utilizado hoje por Chiquinho Conde na equipa de Sub-23. A contar para a quarta jornada da Liga Revelação, o Vitória mede hoje, a partir das 17:45 horas, forças com o Leixões. A partida, que tem entrada livre e transmissão em directo no canal 11, realiza-se no Complexo Municipal de Atletismo de Setúbal, no Vale da Rosa.

Comentários

- Pub -