Triunfo sobre o Estoril mantém invencibilidade sadina na pré-época

19
visualizações

Tiago Castro e Hachadi fizeram os golos do Vitória no teste em Vendas Novas

 

- Pub -

 

Em cinco jogos de preparação na pré-temporada, o Vitória FC alcançou anteontem sobre o Estoril, da II Liga, o terceiro triunfo. O 2-0 aplicado pelos sadinos sobre os canarinhos, na partida realizada em Vendas Novas, mantém o registo de invencibilidade da equipa de Sandro Mendes, que já leva cinco testes desde o início dos trabalhos no Bonfim.

Os golos do conjunto setubalense surgiram na segunda parte, aos 51 e 57 minutos, tendo sido apontados por Tiago Castro, na conversão de uma grande penalidade, e pelo reforço marroquino Hachadi, respectivamente. O avançado africando, contratado ao Khouribga, esteve em destaque, dando sinais evidentes de estar cada vez mais entrosado na equipa.

Depois de vários bons apontamentos no primeiro tempo, Hachadi, já depois de Tiago Castro ter colocado o Vitória na frente do marcador, cabeceou com êxito para a baliza dos canarinhos, após cruzamento de André Sousa, jovem que, tal como o guarda-redes João Valido, que substitui o experiente Makaridze no segundo tempo, também foi utilizado.

No duelo em que os sadinos conseguiram materializar em golos o ascendente que tiveram diante do Estoril actuaram de início Makaridze, Mano, Bruno Pires, Vasco Fernandes, André Sousa, Semedo, Nuno Valente, Tiago Castro, Carlinhos, Zequinha e Hachadi. Éber Bessa, João Valido, Luís Cortez, Guedes e Leandro Vilela também foram a jogo.

Refira-se que dos 12 golos apontados pelos sadinos nos testes da pré-época [4-0 ao Oliveira do Hospital, 2-2 com o Cova da Piedade e Birmingham City, 2-1 ao Olímpico do Montijo e, agora, 2-0 ao Estoril], Tiago Castro, com o tento de ontem, é, ao lado de Berto e Zequinha, o melhor marcador do Vitória até agora, todos com dois golos.

Depois de gozar ontem um dia de folga, o Vitória regressa hoje, pelas 17 horas, ao trabalho no Estádio do Bonfim, que será no próximo sábado, 19 horas, palco da partida de apresentação aos associados frente aos espanhóis do Extremadura.

 

 

Jogadores na Feira de Sant’Iago

 

À semelhança do que tem acontecido nos últimos anos, o Vitória FC marca presença na Feira de Sant’Iago com um stand onde, ao longo do certame que arrancou anteontem e se realiza até 4 de Agosto, vão marcar presença vários jogadores que compõem o plantel profissional. No dia de abertura, o guarda-redes Makaridze e o avançado Zequinha foram os atletas que estiveram a conviver com os adeptos que solicitaram ambos para fotografias e autógrafos.

 

 

 

Organismo da Federação Portuguesa de Futebol julga improcedente o recurso do Chaves

Conselho de Justiça confirma que Vitória é de primeira

O Vitória FC considera natural a decisão do Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol que confirmou sexta-feira a inscrição do clube na I Liga, não dando provimento ao recurso apresentado pelo Desportivo de Chaves. “Foi com total naturalidade que o Vitória FC recebeu a notícia da decisão do Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol relativa ao recurso apresentado pelo Chaves, que confirmou a legalidade na inscrição do nosso clube na Primeira Liga 2019/20”, lê-se no documento emitido na página oficial do clube.

Em causa estava um recurso apresentado pelo Chaves, 16.º classificado do último campeonato e primeiro despromovido à II Liga, alegando que o processo de inscrição da formação setubalense não estava em conformidade, relativamente aos pressupostos financeiros, e que foram considerados improcedentes. “A decisão hoje revelada reconheceu a completa falta de fundamento do recurso. Apresentámos a nossa defesa com plena confiança na razão que desde sempre sabíamos ter e que veio agora a ser comprovada na decisão tomada, fazendo-se assim justiça”, refere o comunicado do conjunto setubalense.

Nos vários pontos do acórdão emitido pelo organismo da Federação, que lembra que a “Comissão de Auditoria é integrada por elementos indicados pelo Sindicato dos Jogadores e pela Associação de Treinadores”, destaca-se o referente a eventuais dívidas a atletas, técnicos e funcionários levantada pelo Chaves. “Houve uma reanálise da situação que corrobora a conclusão de que não existem dívidas que sejam obstáculo à admissão da candidatura do Vitória”, refere o documento.

A finalizar, o Vitória, sem especificar as medidas a adoptar, não exclui uma tomada de posição mais assertiva para defender o clube. “O Vitória FC saberá retirar todas as devidas consequências deste processo e não deixará de utilizar todos os meios ao seu dispor para a defesa intransigente dos seus interesses e do bom nome da nossa instituição”, afirmam os setubalenses no comunicado.

Entretanto, o Chaves reagiu à decisão do Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol revelando não se conformar com a decisão e anunciando que vai apresentar novo recurso, desta vez no Tribunal Arbitral do Desporto.

Comentários

- Pub -