«Estou aqui de corpo e alma para ajudar o Vitória a atingir os seus objectivos»

25
visualizações

Reforço Sílvio garante estar “pronto” para se estrear com a camisola sadina

 

- Pub -

48 horas depois de ser anunciado oficialmente como reforço do Vitória FC até 2020, o defesa Sílvio, de 31 anos, falou ontem pela primeira vez aos jornalistas sobre a nova etapa que tem pela frente em Setúbal. A treinar com o plantel há mês e meio, o jogador, que não poupa elogios aos colegas e ao treinador, não vê a hora de começar a dar o contributo à equipa. “Estou pronto. Tenho treinado muito e não me sentia fisicamente tão bem há já alguns anos. Desde que cheguei conciliei os treinos fora e aqui e sinto-me muito bem. Agora estou à espera de ser opção”, disse, assegurando que, por si, até poderia ser no domingo (15 horas) opção no duelo que o Vitória vai ter no reduto do Aves.

 

Quais as razões que o levaram a aceitar a assinar contrato válido por época e meia pelo Vitória?

O Vitória é um clube histórico e de renome a nível nacional. Foi o clube que me propôs vir treinar aqui e mais tarde quiseram que assinasse contrato. Como estava livre, aceitei o desafio. Estou pronto, agora sou mais um para ajudar a equipa a atingir os objetivos.

Está a treinar às ordens de Lito Vidigal há cerca de mês e meio. Qual a sua opinião sobre o plantel e sobre a época que a equipa está a realizar?

Uma das razões que me levou facilmente a assinar contrato foi a equipa que encontrei. É muito bom, unido e um excelente grupo de trabalho. Encara os treinos com grande seriedade e isso foi uma das coisas que me motivou a assinar. Quanto à época, acho que estão a fazer um excelente campeonato, apesar de não terem ganho estes últimos jogos. Trabalham muito e costumam fazer até mais do que os adversários em campo. Tem faltado um bocadinho de sorte, mas isso vai aparecer e vamos voltar aos bons resultados.

Se fosse chamado para jogar já no domingo com Aves, sentia-se preparado?

Estou pronto. Tenho treinado muito e não me sentia fisicamente tão bem há já alguns anos. Desde que cheguei conciliei os treinos fora e aqui e sinto-me muito bem. Agora estou à espera de ser opção.

Em termos pessoais, o objectivo passa por relançar a carreira?

Sim, sem dúvida. Tenho apenas 31 anos. Não sei se as pessoas pensam que tenho muitos mais ou não (risos). Estou bem fisicamente e pronto para relançar a carreira.

O que podem os adeptos esperar de si?

A única coisa que posso prometer é o profissionalismo que tenho demonstrado a minha carreira toda. Vou dar 100 por cento de mim e estar aqui de corpo e alma para ajudar o clube a atingir os seus objectivos.

Onde gostaria ainda de chegar?

Não penso nisso. Assinei e a minha cabeça agora está aqui no Vitória e vou dar tudo de mim para unicamente ajudar o clube.

É internacional A por Portugal. Aos 31 anos de idade, ainda lhe passa pela cabeça regressar à Selecção Nacional?

Obviamente que gostava muito de chegar novamente à Selecção, mas é muito difícil, apesar de a esperança ser a última a morrer. Não estou focado nisso, como disse, estou unicamente focado no Vitória. Depois se verá o que acontece.

 

«Lito Vidigal? É muito competente»

 

Qual a sua opinião sobre o treinador Lito Vidigal e o que lhe disse o treinador?

Desde que cheguei tem falado muito comigo. Também fez força para que ficasse aqui com ele e agradeço-lhe muito por isso. Acho-o um treinador bom, muito competente e que gosta que a equipa trabalhe muito dentro de campo. Neste momento é isso que preciso: trabalho e a consistência que o treinador dá à equipa.

[Não jogava desde Maio de 2018 ] Foi difícil estar os últimos meses afastado dos relvados?

Admito que foi difícil estar todos estes meses afastado. A minha profissão é jogador de futebol e é isso que gosto de fazer. Apesar de não ter estado em nenhum clube, treinei muito e havia aspectos em que não estava fisicamente tão bem. Agora, sinto-me muito bem. Há jogadores que passam pior do que eu, mas como me rodeei das pessoas que gostam de mim já passou tudo e estou pronto para ajudar a equipa.

Fez a formação no Benfica e sagrou-se tricampeão pelo clube. Como vê a questão da luta pelo título na presente época?

Como em todos os anos, o Benfica é um candidato ao título com o Sporting e o FC Porto. O Braga também está na luta. As equipas estão bem. A mudança de treinador parece ter dado novo ânimo à equipa como provam as três vitórias seguidas. Ainda é muito cedo, está tudo em aberto para qualquer dessas quatro equipas.

 

Comentários

- Pub -