Em Setúbal está tudo a pensar no mesmo: “Nunca mais é sábado!”

34
visualizações

Vitória em contagem decrescente para estreia oficial na época 2019/20

 

- Pub -

Em Setúbal, os vitorianos já fazem a contagem decrescente para a estreia oficial do clube em 2019/20. Alheio à fome de bola dos adeptos, a quatro dias do duelo de sábado (16 horas) com o Moreirense, a contar para a segunda fase da Taça da Liga, o treinador Sandro Mendes continuou ontem de manhã em Tróia e à tarde em Palmela a afinar a estratégia a colocar em prática frente ao Moreirense, 6.º classificado do campeonato na temporada passada.

A actuarem no Estádio do Bonfim, os setubalenses vão frente ao conjunto de Moreira de Cónegos tentar alcançar o apuramento para a próxima fase da competição, cuja primeira edição conquistaram em 2007/08. Para fazerem jus à história que têm na Taça da Liga, jogadores, técnicos e dirigentes já assumiram a ambição de chegarem o mais longe possível nas taças.

Depois de terminarem invictos a pré-época (com cinco triunfos e três empates), os comandados de Sandro Mendes querem agora entrar com o pé direito diante de um oponente que também teve um desempenho positivo nos testes realizados no último mês. Nesta fase, o Moreirense venceu o Berço (2-0), Oliveirense, Leça e Paços de Ferreira (todos por 1-0) e empataram com o Varzim e Gil Vicente, ambos 1-1.

Ao contrário dos vitorianos, que mantiveram Sandro Mendes como líder da equipa técnica, o emblema da freguesia de Moreira de Cónegos tem um novo homem no leme. Vítor Campelos, ex-treinador da equipa B do V. Guimarães, foi o escolhido para substituir Ivo Vieira, que está agora na equipa principal dos vimaranenses. Refira-se que no plantel dos cónegos actuam dois ex-sadinos: o guarda-redes Pedro Trigueira e o médio Fábio Pacheco.

 

Estratégia preparada à porta fechada

 

Tal como tem sido regra na pré-temporada, todos os treinos do Vitória nas últimas semanas têm sido vedados ao público. Com o objectivo de proporcionar à equipa máxima tranquilidade e preparar em sigilo absoluto a estratégia a colocar em prática já no embate com o Moreirense, o clube, ao contrário do que chegou a fazer no início da pré-época, não tem sequer permitido que a comunicação social assista aos primeiros 15 minutos dos treinos.

Tanto no treino matinal em Tróia como no vespertino em Palmela, os jogadores estiveram em contacto permanente com a bola, apurou O Setubalense. Sandro Mendes testou já algumas situações que pretende colocar em prática na partida de sábado. Em ambas as sessões de trabalho os atletas treinaram com afinco, mas houve tempo, já no final, para registar um momento de boa disposição entre alguns jogadores numa imagem que o clube partilhou nas redes sociais.

À excepção dos lesionados André Pedrosa e Alex Freitas, atletas que foram na época passada submetidos a intervenções cirúrgicas e continuam a realizar trabalho específico sob vigilância do departamento médico, e do defesa Nuno Pinto, que ainda não será opção por seguir programa específico de treino, o timoneiro dos sadinos tem todos os jogadores aptos a darem o contributo à equipa.

 

Tomás Azevedo despede-se dos vitorianos antes de rumar ao Benfica: “Serei sempre um de vós”

 

Tomás Azevedo, jovem de 18 anos que se transferiu em definitivo do Vitória para o Benfica, clube onde se vai juntar ao plantel de sub-23, deixou uma mensagem de agradecimento ao adeptos na rede social Instagram. “Vitorianos, chegou o dia mais difícil: o de dizer adeus. Terminou o meu ciclo no Vitória FC e neste momento, a viver um misto de emoções, gostaria de deixar um agradecimento do tamanho da grandeza do nosso clube a todos os que confiaram em mim e me ajudaram a crescer enquanto jogador e enquanto homem”.

O médio, que tinha chegado a Setúbal em 2011, oriundo do Fabril, passou depois por Sporting, Barreirense, Almada e, novamente o Fabril, antes de voltar ao Vitória em 2016 para completar a sua formação, sublinhou ainda a importância do clube e de todos com quem se cruzou no Bonfim na sua formação. “Desde treinadores a companheiros, passando por toda a estrutura e staff, um muito obrigado por tudo. Gostaria também de deixar uma palavra de gratidão a todos os adeptos, que sempre me acarinharam e me mostraram a essência de ser sadino. Cheguei menino e parto como homem, na certeza de que serei sempre um de vós. Continuem a fazer do Vitória FC um clube enorme! Um grande abraço a todos e até um dia”, finalizou.

Comentários

- Pub -