Demissão de João Fernandes obriga a eleições antecipadas

31
visualizações

João Fernandes, que sai por razões de ordem pessoal e profissional, já fez saber que não se recandidatará ao próximo acto eleitoral que gostava que fosse bastante participativo para assim poderem ser encontradas as pessoas certas. Embora demissionário vai manter-se em funções até à eleição dos novos dirigentes.

 

- Pub -

 

João Fernandes, presidente da direcção do Futebol Clube Barreirense, apresentou na passada semana ao presidente da Mesa da Assembleia Geral a sua renúncia ao cargo, devido a imperativos incontornáveis da sua vida pessoal e profissional e anunciou também que não se recandidatará.

 

Aproveitando a sua comunicação, João Fernandes apela à “participação dos associados no próximo acto eleitoral, apresentando candidaturas e votando para que o clube encontre as pessoas certas para dirigir a nova época, prosseguir os esforços, trabalhos e iniciativas actualmente em curso, designadamente junto da autarquia e demais parceiros públicos e privados, incluindo outros clubes, bem como para responder aos desafios do presente e do futuro”.

 

João Fernandes, a propósito, diz que o Barreirense “continua a ser um clube amador, mas, cada vez mais, vamos ter que implementar processos e procedimentos como os adoptados pelos profissionais, em matérias como a segurança, saúde e alimentação dos atletas, preocupação com a protecção dos menores, quantidade e qualidade das infra-estruturas, credenciação dos técnicos, logística de suporte aos treinos e aos jogos, acompanhamento social e escolar, organização e formação internas, transportes, assim com a progressiva responsabilização de todos os envolvidos no processo formativo”.

 

E, numa retrospectiva sobre aquilo que foram os últimos dois anos de mandato, recordou: “Apesar das dificuldades e do necessário rigor financeiro, foram tempos de alargamento da actividade do clube e de consolidação da sua posição enquanto maior clube do Distrito de Setúbal nas modalidades de Futebol e Basquetebol, resultado, por exemplo, das apostas – mais do que ganhas – no Futebol Feminino e no Futsal, da criação de condições para a continuidade formação-seniores no Basquetebol, mediante a constituição de uma equipa B, e da, aguardada para breve, atribuição ao clube, pela Federação Portuguesa de Futebol, do Certificado de Entidade Formadora de Futebol Masculino, tendo ainda sido obtidas, em todas estas modalidades, importantes conquistas desportivas que marcam, para sempre, a nossa História”.

 

João Fernandes, embora se encontre demissionário, vai continuar a desempenhar as suas funções até à eleição e tomada de posse dos novos órgãos sociais.

Comentários

- Pub -