Três empates e uma derrota foi o saldo das equipas da região

38
visualizações

Pinhalnovense, Desportivo Fabril e Amora empataram todos no reduto dos adversários mas o Olímpico do Montijo perdeu mesmo a jogar em casa, no regresso de David Martins ao comando técnico.

 

- Pub -

 

Três empates e uma derrota foi o saldo das equipas da região que participam no Campeonato de Portugal. Nesta jornada, a 13.ª da competição, o único resultado negativo foi averbado pelo Olímpico do Montijo que perdeu em casa com o Alverca (1-3). Nas restantes partidas registaram-se empates, resultados que se podem considerar positivos porque foram alcançados fora de casa pelo Pinhalnovense em Marvila (2-2), pelo Desportivo Fabril em Armação de Pera (2-2) e pelo Amora em Lagos (1-1).

Olímpico derrotado pelo Alverca

Na estreia de David Martins, que substituiu esta semana Paulo Jorge Bento no comando técnico da equipa, o Olímpico perdeu em casa com o Alverca num jogo que não correu nada bem na primeira parte porque foi para o intervalo com dois golos de desvantagem. Na segunda parte, com as entradas de Miranda e Patrick a produção da equipa montijense melhorou bastante. Pedro Batista na cobrança de um livre atirou à barra e pouco depois Hélio Roque num pontapé de penalti reduziu para 1-2. O jogo ganhou mais emoção com o Olímpico à procura da igualdade mas numa transição rápida a equipa do Alverca, que luta por objectivos completamente diferentes, acabou de vez com as intenções dos montijenses marcando o golo que fixou o resultado final em 1-3.

Pinhalnovense empata em Marvila

O Pinhalnovense, que tinha uma tarefa complicada em Marvila, regressou a casa com um ponto e com a noção do dever cumprido, tendo em conta a forma como o jogo decorreu. A equipa orientada por Luís Manuel andou sempre a correr atrás do prejuízo mas nunca se deu por vencida e acabou por ver compensado o seu esforço com o empate obtido. O Oriental foi a primeira equipa a marcar por intermédio de Diogo Tavares na cobrança de um penalti aos 19 minutos mas logo no início da segunda parte Nico, com um golo fabuloso, empatou. A equipa de Marvila apoiada pelo seu público conseguiu passar de novo para a frente do marcador (60’) mas o Pinhalnovense não desistiu e Diego Zaporo aos 87 minutos obrigou à repartição de pontos.

Fabril conquista um ponto em Armação de Pera

O Desportivo Fabril, a precisar de pontos como de pão para a boca, foi a Armação de Pera impor um empate ao Armacenenses, resultado extremamente importante na luta pela sobrevivência. À semelhança do que aconteceu com o Pinhalnovense em Marvila, também aqui a equipa fabril esteve sempre em desvantagem. A equipa algarvia adiantou-se no marcador aos 32 minutos e foi para o intervalo a vencer por 1-0. Na segunda parte, Seidi marcou para a equipa do Barreiro (64’) mas quase de seguida (71’) os algarvios voltaram a marcar, respondendo de forma imediata (77’) o Fabril com o golo, que estabeleceu o desfecho final, marcado por Celestino através de um pontapé de penalti.

Amora poderia ter ganho em Lagos

Empatado terminou também o jogo em Lagos onde jogava o Amora. Por se tratar de um ponto conquistado fora de casa à primeira vista parece ter sido um bom resultado mas analisando friamente o jogo o que se pode dizer é que foi um resultado que soube a pouco porque teve tudo para regressar a casa com a vitória, desperdiçando inclusivamente um penalti, aos 86 minutos, que poderia ter decidido o jogo a seu favor. Joca não foi feliz no remate e o guarda-redes contrário acabou por defender. Os algarvios foram para o intervalo a ganhar com o golo que marcaram aos 24 minutos mas na segunda parte por aquilo que fez o Amora merecia muito mais que o empate obtido com o golo do ainda júnior Hugo Caeiro, que se estreou da melhor maneira pela equipa principal.

Comentários

- Pub -