“Não damos nenhum passo atrás em relação aos objectivos”

17
visualizações

Os jogadores estão tristes com o sucedido mas dispostos a dar o seu melhor para que tudo volte à normalidade. E, dizem, que, nesta época ainda há muita coisa para conquistar

 

- Pub -

A demissão do coordenador técnico João Gomes e a saída de Lívio Semedo do cargo de treinador da equipa de futebol sénior criou alguma instabilidade no Brejos de Azeitão e isso está a reflectir-se em termos de resultados no Campeonato Distrital da 2.ª Divisão, com duas derrotas nos dois últimos jogos, o último dos quais em casa com o Estrela de Santo André.

Neste sentido, o “Setubalense – Diário da Região” falou com o capitão de equipa, João Vasco para saber como os jogadores estão a viver a situação.

Não somos surdos, nem cegos. O que nós tentamos é abstrair-nos de tudo o que se está a passar e tentar elevar o nome do clube. Não vou mentir. É claro que a equipa abanou, esta foi uma semana difícil para nos prepararmos para o jogo. E como é normal, estes momentos negativos, trazem-nos resultados negativos. Todos sabemos que é mais fácil trabalhar sobre vitórias do que ao contrário. Queremos ultrapassar esta fase menos boa porque merecemos mais, só nos compete trabalhar mais e cometer menos erros em jogo, para alcançar os 3 pontos”, disse ao nosso jornal o capitão de equipa que se sente “triste” e até mesmo “humilhado” com o que se está a passar.

Com todo o respeito pelas equipas com quem perdemos, somos muitos superiores, tanto em termos individuais, como em termos colectivos. Neste jogo, nunca podíamos estar a perder por 3-0 ao intervalo, visto que queremos alcançar a tão desejada subida de divisão. Não dizemos isto só da boca para fora mas sim com a convicção de que existe muita qualidade no plantel. Como capitão, o meu objectivo é agarrar os jogadores ao clube para que tudo corra bem e a verdade é que eles estão comprometidos com a equipa. Ainda temos muito para conquistar nesta época”, referiu João Vasco que também emitiu a sua opinião sobre a forma como o grupo de trabalho tem reagido à situação.

 

Obrigação de fazer mais

Os jogadores têm que estar preparados para fases menos boas, temos que trabalhar, venha quem vier para assumir a equipa. Queremos ajudar o treinador, como também queremos que ele nos ajude a alcançar os três pontos todos os fins-de-semana. Os melhores jogadores da 2.ª Distrital estão aqui nos Brejos. Temos a obrigação, como já disse anteriormente, de dar a volta por cima e lutar mais. Há pessoas que não nos estão a deixar lutar mais, falo especialmente, das arbitragens, mas como disse, temos obrigação de fazer mais, lutar mais e essencialmente jogar mais”.

Sobre os objectivos para esta época, o capitão de equipa diz que continuam a ser os mesmos. “Não damos nenhum passo atrás em relação a isso, os objectivos estão bem definidos. Falo pelo grupo, não descansamos, enquanto não levarmos este clube ao lugar que merece, que é, para já, a 1.ª Divisão Distrital. Pelo que sei, pessoas novas, com competência, estão a vir para o clube, nós só temos que esperar e dar-lhes algum tempo, para criar alguma estabilidade. Só assim conseguimos trazer o bem para este clube, que tanto amo. É um amor inexplicável. Se tivéssemos mais pessoas assim, certamente, cresceríamos todos juntos”.

Por fim, João Vasco deixou um apelo aos sócios e simpatizantes. “Que continuem a apoiar-nos como sempre têm feito. Neste jogo sentimos bem esse apoio, vindo de fora”.

Comentários

- Pub -