Golo da derrota sofrido aos 87 minutos

21
visualizações

O Cova da Piedade não foi feliz na sua deslocação à Covilhã. A equipa treinada por Jorge Casquilha levava a lição bem estudada e resistiu até muito perto do fim mas acabou por ser tramada com um golo marcado por Kukula, aos 87 minutos.

- Pub -

 

Os ‘leões da serra’ foram a equipa com mais iniciativa, mais posse de bola, mais rematadora e aquela que foi criando mais perigo frente a um Cova da Piedade, em situação complicada na tabela, a evidenciar dificuldades na fase de construção e que só apenas por uma vez rematou à baliza adversária.

 

A primeira grande oportunidade surgiu aos 19 minutos, quando Santiago da Silva assistiu Bonani e o brasileiro, por duas vezes, viu o golo ser-lhe negado. Pouco depois, Santiago da Silva, de fora da área, obrigou Tony Batista a defesa apertada, e, aos 29, servido por Tiago Moreira, atirou a rasar o poste.

 

Depois da meia hora, o Cova da Piedade aproximou-se da área adversária, numa sucessão de bolas paradas, mas sem perigo e do lado serrano, Adriano e Zarabi falharam o alvo. O único remate dos piedenses à baliza adversária foi feito por Vitinho, aos 44 minutos, às malhas laterais.

 

No reatamento, os ‘leões da serra’ continuaram mais pressionantes, com as linhas mais subidas e mais rematadores, embora com deficiências no último passe. Allef, com o corpo, cortou uma investida de Adriano e, pouco depois, aos 79 minutos, foi Edinho, no primeiro remate devidamente enquadrado com a baliza adversária, a testar pela primeira vez a atenção do guardião serrano, Carlos Henrique.

 

Nos últimos minutos, com as alterações esgotadas, o encontro ficou mais aberto, ganhou mais intensidade e o Sporting da Covilhã, que jogou sempre mais perto da área adversária, acabou por chegar à vitória, aos 87 minutos, com um golo de Kukula marcado de cabeça, após assistência efectuada do lado direito por Adriano.

Comentários

- Pub -