Cova da Piedade impotente para travar águias

20
visualizações

O jogo era aguardado com grande expectativa, acrescida pelo resultado do Sporting no dia anterior, mas o Benfica não deu qualquer hipótese. Para o Cova da Piedade valeu pela envolvência gerada à volta do jogo.

- Pub -

 

 

O dia era de festa para o Cova da Piedade, que recebia no seu estádio o actual campeão nacional, mas no final quem deitou os foguetes foi o Benfica que venceu por 4-0, num jogo que foi presenciado também por uma estrela especial, Dolores Aveiro, mãe de Cristiano Ronaldo.

 

Pizzi e Carlos Vinícius, cada um com um bis, marcaram os golos dos encarnados que ficaram assim qualificados para a próxima eliminatória da prova rainha do futebol nacional.

 

O Benfica entrou a mandar no jogo mas o Cova da Piedade foi à luta e aos 10 minutos deixou um pequeno aviso com o chinês Liu a rematar por cima, num lance que seria anulado por fora de jogo.

 

As águias reagiram e pouco depois estiveram muito próximo de marcar, primeiro por Pizzi que perdeu no confronto directo com o guardião piedense e depois por Vinícius que, isolado, rematou à malha lateral. Os piedenses tentavam responder mas não conseguiam criar perigo para a baliza de Zlobin, que foi titular no Benfica. A única excepção foi uma arrancada de Femi (34’) que passou por vários adversários mas depois falhou no cruzamento para Liu.

 

Os encarnados, que dominaram por completo o jogo, acabaram por ir para o intervalo em vantagem com o golo marcado por Pizzi já em período de compensação (45+2’).

 

Logo no início da segunda parte (49’) Pizzi voltou a marcar na recarga a uma bola mal defendida por Tony Batista e a tarefa dos piedenses, que já era difícil, ainda mais complicada se tornou.

 

O Benfica continuou a carregar e, perante a passividade da defensiva adversária, aos 63 minutos, aumentou a vantagem para 3-0, por Vinícius que voltou a fazer o mesmo já perto do fim (90+2’), fixando desta forma o resultado em 4-0, que ditou o afastamento dos piedenses.

 

Resultado exagerado

 

A nossa estratégia da primeira parte foi conseguida, bloquear o jogo interior do Benfica com uma linha de cinco defesas e até chegámos com perigo à baliza adversária mas infelizmente sofremos o golo no período de compensação da primeira parte. Depois, no início da segunda sofremos o segundo golo, o Benfica ficou à vontade e tudo se tornou muito difícil para nós. Resumindo, a vitória do Benfica é justa mas o 4-0 é um exagero”, disse no final do encontro Jorge Casquilha, treinador do Cova da Piedade.

 

Sub-23 ganham em Braga

A equipa sub-23 do C. Piedade foi a Braga ganhar por 2-1. O jogo esteve empatado até aos 65 minutos, altura em que os minhotos se colocaram na frente do marcador por Sanca. A reviravolta aconteceu pouco depois com golos de Canina (73′) e Nelsinho (85′).

Comentários

- Pub -