Tribunal da Relação de Évora considera improcedentes recursos interpostos contra o PER

51
visualizações

O Setubalense – Diário da Região apurou que o Tribunal da Relação de Évora proferiu o acórdão considerando improcedentes em toda a linha os recursos interpostos contra o PER (Processo Especial de Revitalização) da SAD do Vitória FC pelo Sindicato dos Jogadores de Futebol Profissional e pela Sociedade Griset – Gestão Imobiliária SA, sediada em Setúbal.

- Pub -

O clube foi notificado da decisão, considerada muito importante em termos estruturais e de futuro para o Vitória, na passada sexta-feira. O acórdão teceu considerações relevantes, destacando, entre outros, a recuperação levada a cabo pela administração e a aposta na formação, aspectos que merecem credibilidade para que o PER seja aprovado.

A decisão tem implicações estruturais e constitui um instrumento essencial para a estabilização financeira prometida pela actual direcção aos associados do Vitória, sendo peça-chave na estratégia adoptada de reestruturação económica e financeira do clube e respectiva SAD.

Recorde-se que a homologação do referido Processo Especial de Revitalização tinha sido proferida a 28 de Junho e dizia respeito ao requerimento que tinha sido apresentado em Fevereiro de 2019. Na altura, tal como aconteceu agora, o líder dos sadinos, devido à sua actividade profissional de advogado, acompanhou de forma permanente e pessoal o processo.

Comentários

- Pub -