Pinhalnovense joga partida quase decisiva com Sacavenense

16
visualizações

As duas equipas estão separadas apenas por um ponto e encontram-se mesmo à beira da linha de água. Quem perder poderá ficar em muito maus lençóis. Amora e Olímpico deverão ter a tarefa mais facilitada.  

 

- Pub -

 

 

Pinhalnovense, Olímpico do Montijo e Amora jogam todos em casa na 30.ª jornada do Campeonato de Portugal, que está a entrar na sua fase derradeira. O Pinhalnovense recebe o Sacavenense, o Olímpico do Montijo joga com o Angrense e o Amora defronta o Vasco da Gama da Vidigueira.

No Campo Santos Jorge realiza-se um dos jogos mais importantes da jornada que vai colocar frente a frente duas equipas que se encontram envolvidas na luta pela fuga à despromoção.

Pinhalnovense e Sacavenense estão separados apenas por um ponto na tabela classificativa, com a particularidade da equipa de Sacavém se encontrar mesmo à beira da linha de água com os mesmos pontos do Vasco da Gama da Vidigueira que já está na zona de despromoção. E, se o Sacavenense está assim o Pinhalnovense também não está muito melhor. Por isso, fica a sensação de que poderá ser um jogo praticamente decisivo para qualquer das equipas porque quem perder fica em muito maus lençóis, tendo em conta que passam a faltar apenas quatro jornadas.

O Pinhalnovense a jogar em casa ganhou seis vezes e empatou outras tantas e o Sacavenense em terreno alheio tem apenas três vitórias mas empatou em cinco jogos. Quer isto dizer que a equipa de Pinhal Novo parte com algum favoritismo mas há que ter algum cuidado porque o adversário também não vai querer perder.

 

Amora quer regressar às vitórias

 

No Estádio da Medideira, o Amora, que na jornada anterior sofreu um rude golpe nas suas aspirações com a derrota sofrida em Marvila, defronta o Vasco da Gama da Vidigueira que se encontra na zona de despromoção e o regresso às vitórias é o panorama que se apesenta mais viável, até porque matematicamente ainda não está totalmente arredado do seu objectivo.

Os 15 pontos de diferença entre as duas equipas querem certamente dizer alguma coisa e o facto da equipa amorense ter um registo fantástico de 11 vitórias, dois empates e uma derrota nos jogos em casa é bem revelador da tendência que existe quanto ao favorito. Contudo, a equipa deve estar preparada para algumas dificuldades que podem vir a surgir devido à necessidade que a equipa da Vidigueira tem em pontuar para fugir à descida de divisão.

 

Olímpico é favorito

 

No Campo da Liberdade, o Olímpico do Montijo, que segue de forma mais ou menos tranquila na tabela classificativa, defronta um adversário que corre sérios riscos de ser despromovido. Por isso, este é um jogo em que a equipa orientada por David Martins se apresenta claramente como favorita. O Angrense tem revelado muitas limitações e na condição de visitante nos 14 jogos que efectuou obteve apenas uma vitória e três empates, tudo o resto têm sido derrotas. E, para além deste registo apresenta também a segunda defesa mais batida com 34golos sofridos em terreno alheio e o ataque menos concretizador com apenas sete golos marcados. Os números falam por si, de qualquer forma será bom não facilitar para não ser surpreendido.

Comentários

- Pub -