«Sou mais um para ajudar e acredito que vamos ser felizes»

53
visualizações

Reforço Leandro Vilela fez o primeiro treino com a equipa e já fala à Vitória

 

- Pub -

 

Depois de realizar ontem de manhã, em Palmela, o primeiro treino pelo Vitória FC, o reforço Leandro Vilela, médio de 23 anos que assinou contrato válido por três épocas com os setubalenses, prestou, já no Bonfim, as primeiras declarações aos jornalistas e não escondeu a sua satisfação pela oportunidade de representar um clube com a dimensão do emblema vitoriano.

“Jogar no Vitória é uma oportunidade boa para mim. Já deu para perceber que o Vitória é um clube gigante e tem uma estrutura muito boa. Treinei hoje (ontem) pela primeira vez e já me ambientei com os novos companheiros, que me receberam muito bem. As expectativas passam por fazer a melhor temporada possível e conquistar os objectivos propostos pela direcção”, vincou.

Leandro Vilela, que esteve no Brasil ao serviço do Vitória da Bahia na última temporada, prefere destacar o colectivo quando confrontado com os objectivos pessoais que traça para a sua primeira aventura no futebol europeu. “Sou mais um que veio para ajudar o Vitória. Junto com os meus companheiros, acredito que vamos fazer uma boa época e ser felizes”, vaticinou o médio brasileiro.

Quando surgiu a possibilidade de rumar a Setúbal, o jogador revelou ter conversado com alguns atletas com o objectivo de recolher opiniões sobre o Vitória, clube que foi elogiado pelos compatriotas com que falou. “Tive alguns amigos meus que já jogaram em Portugal e todos eles deram-me referências muito boas do Vitória. Disseram-me que é um clube muito respeitado e que iria, de certeza, ser muito bem recebido”.

O médio defensivo, que vai no Bonfim ter a concorrência do experiente José Semedo, é célere a apontar as suas principais características. “Como dizem em Portugal, jogo na posição de trinco, é aí que prefiro jogar. Sei que o Semedo é uma referência e vou tentar adaptar-me ao estilo de jogo do Vitória e absorver coisas boas do Semedo. Vou também procurar dar à equipa características minhas para ajudar a equipa”.

Na hora de apontar as suas principais referências no mundo do futebol, o médio destaca um brasileiro e um português. “Gosto muito de Casemiro e do William Carvalho. Procuro muito ver vídeos de jogadores que atuam na minha posição. Desde que vi alguns desses vídeos, chamou-me muito a atenção o estilo de jogo do William Carvalho. Espero sempre absorver algumas coisas desses grandes jogadores para que possa colocar em prática no meu futebol”.

Khalid Hachadi já treinou em Palmela

Quem também realizou ontem de manhã o seu primeiro treino às ordens de Sandro Mendes foi o avançado Khalid Hachadi, ex-Olympique Khourigba (Marrocos), que tinha horas antes, na página oficial do clube na interner, sido oficializado como reforço do Vitória para as próximas cinco épocas. O jogador marroquino, de 21 anos, que na temporada passada apontou oito golos em 19 partidas pelo Khourigba, vai ter no campeonato português a sua primeira experiência fora do seu país natal.

Plantel segue hoje para estágio no Luso

Guedes, avançado ex-Al Dhafra (Emirados Árabes Unidos) contratado para as próximas duas épocas, também já se encontra em Setúbal. Depois de ontem ter realizado exames médicos, o jogador português, de 32 anos, realiza hoje de manhã, em Palmela, o primeiro treino com os seus novos colegas, seguindo à tarde (16 horas) viagem com o plantel para o estágio que começa hoje no Luso, localidade onde a equipa vai permanecer até 6 de Julho.

 

Futsal arranca em três escalões

O Vitória anunciou esta semana que vai arrancar com a modalidade de futsal nos escalões sénior, júnior e escolinhas. Em comunicado, o clube justifica a aposta no futsal por ser “uma modalidade com grande visibilidade no contexto atual e com pergaminhos na cidade”, lê-se no texto publicado na página oficial do clube na internet.

“É nesta premissa que iniciamos um processo que queremos que seja de sucesso, e contribua para o engrandecimento deste clube, cuja matriz sempre se pautou pelo ecletismo”, refere a nota emitida, garantindo que foi “assegurada a base financeira e a existência de pavilhões para treino na cidade”. O projecto inicia desde já com os escalões seniores, juniores e escolinhas, operando estes últimos na Escola EB 2/3 Bocage”.

Comentários

- Pub -