Câmara anuncia reparação da estrada de acesso ao Parque Industrial da Autoeuropa

564
visualizações

Álvaro Amaro diz que concurso público no valor de 94 mil euros já foi lançado. Comissões de trabalhadores haviam emitido, horas antes, comunicado a alertar para a situação. Presidente da Câmara lembra que a autarquia está a trabalhar há meses na resolução do problema

 

- Pub -

 

O presidente da Câmara de Palmela anunciou, na segunda-feira, 25, o lançamento do concurso público para a reparação da estrada de acesso ao Parque Industrial da Autoeuropa, poucas horas depois de um comunicado das comissões de trabalhadores alertar para o problema.

“Lançámos hoje [segunda-feira passada] o concurso na plataforma dos concursos públicos, no valor de 94 mil euros, acrescidos de IVA”, confirmou à agência Lusa Álvaro Amaro (CDU), assegurando que o município está a trabalhar no sentido de resolver o problema desde há alguns meses.

Segundo o autarca, a Câmara esperava “já ter lançado este concurso público há algum tempo, mas foi necessário avaliar os detritos da sub-base [do pavimento da estrada]”, para aferir se eram apenas resíduos industriais ou resíduos perigosos. Álvaro Amaro adiantou que as análises efectuadas revelaram que os resíduos utilizados naquela estrada não são considerados perigosos.

A Coordenadora das Comissões de Trabalhadores do Parque Industrial da Volkswagen Autoeuropa havia alertado no mesmo dia, em, comunicado, para a “degradação da estrada de acesso à Volkswagen Autoeuropa, parque industrial, várias empresas circundantes à Autoeuropa e à ATEC, Academia de Formação”.

“Esta estrada, além de apresentar um alto nível de degradação, coloca em risco pessoas e bens pelo elevado risco de acidente que potencia aos seus utilizadores, e coloca em causa a qualidade de algumas peças produzidas”, pode ler-se no comunicado da Coordenadora das Comissões de Trabalhadores, que adianta que no passado dia 18 de Junho o secretário de Estado das Infra-estruturas as informou de que a responsabilidade da reparação da estrada era da Câmara de Palmela.

A Coordenadora das Comissões de Trabalhadores recorda, no entanto, que numa reunião realizada com a autarquia, em 7 de Fevereiro, lhe foi transmitido que a responsabilidade da respectiva estrada pertencia ao Governo, nomeadamente à Infra-estruturas de Portugal, por se tratar de uma intervenção de fundo que o município não tinha condições financeiras para suportar. A Infra-estruturas de Portugal garante, contudo, que a responsabilidade pela manutenção da estrada é do município.

Presidente diz que pode ter havido mal-entendido

Confrontado com esta situação, o presidente da Câmara de Palmela admitiu que pode ter havido um mal-entendido, uma vez que a responsabilidade pela reparação da estrada é, efectivamente, do município, mas considera que “é necessária uma reparação mais profunda e integral das duas circulares do Parque Industrial da Autoeuropa, para qualificar o acesso a importantes áreas de actividades económicas”.

“Ao termos conhecimento da proposta do Plano Nacional de Investimentos 2030, fizemos chegar à tutela esta preocupação e a necessidade de haver um programa específico que permita ao município concorrer a apoios – comparticipando com o seu orçamento também –, para fazer uma requalificação da zona”, disse Álvaro Amaro.

De acordo com o autarca, “a estrada foi feita há muitos anos e agora deixada no domínio público municipal sem qualquer negociação”, sendo que “o Governo tem no Plano Nacional de Investimentos a requalificação de outras zonas industriais semelhantes”.

Álvaro Amaro lembrou ainda que a estrada de acesso à Autoeuropa e ao Parque Industrial, onde trabalham cerca de 10 mil pessoas, 5.600 das quais na fábrica de automóveis da Autoeuropa, é muito utilizada e que por ali passam diariamente milhares de veículos, incluindo muitas centenas de veículos pesados, que contribuem para uma degradação acelerada daquela estrada.

Lusa

Comentários

- Pub -