Casa Ermelinda Freitas eleita produtor europeu do ano

1539
visualizações
Leonor Freitas, Casa Ermelinda Freitas

Título europeu, colecção de prémios internacionais, lançamento de novos produtos e presença em festivais de verão animam icónico produtor de vinhos de Fernando Pó

 

- Pub -

 

 

A Casa Ermelinda Freitas, de Fernando Pó, concelho de Palmela, foi eleita produtor europeu de 2019 no concurso Sommelier Wine Awards, em Inglaterra, um título que anteriormente só tinha sido atribuído a um produtor de vinhos da Madeira. A somar ao importante título a empresa tem visto crescer a sua colecção de prémios, enquanto prepara o lançamento de novos produtos e a presença em eventos de verão.

 

A Casa Ermelinda Freitas foi eleita produtor europeu do ano vencendo quatro medalhas de ouro, três de prata e 11 comendas atribuídas pelo júri daquele concurso, que premeia “os melhores vinhos disponíveis para restaurantes, bares e hotéis no Reino Unido” e não só. “Acabámos com uma ampla distribuição” de medalhas, escreveu a organização do Sommelier Wine Awards sobre o produtor.  “Quando se fala de um prémio a nível europeu não podemos deixar de reflectir sobre o que tem sido o longo caminho destes últimos anos feito pela Casa Ermelinda Freitas”, começou por reagir Leonor Freitas, responsável pela administração da empresa, à obtenção do prémio, em resposta a O SETUBALENSE – DIÁRIO DA REGIÃO. “Os prémios são sempre valorizados e de extrema importância”, disse.

 

A empresa “gosta de estar presente em todos os momentos em que o vinho é valorizado” e assegura que participou no concurso inglês “com a humildade de poder ganhar ou não”. “A distinção serve para nos incentivar a continuarmos, serve para reforçar que estamos no caminho certo, mas também para agradecer e incentivar os nossos colaboradores, sendo para nós este prémio nada mais que uma capitalização humana”.

 

“Eu própria tenho que me orgulhar do trabalho feito pelos meus antepassados, pela grande equipa que temos quer no departamento de viticultura, quer no departamento de enologia, destacando o nosso enólogo Jaime Quendera, não esquecendo a grande região da Península de Setúbal, onde estamos inseridos”, lembrou Leonor Freitas, acrescentando que a marca tem “vinhos para todos os consumidores” e ocasiões.

 

Chuva de prémios

 

A Casa Ermelinda Freitas já soma mais de 160 prémios desde o início deste ano, todos eles “importantes”, dos quais a sócia-gerente da empresa destaca, entre outros, o Casa Ermelinda Freitas Espumante Bruto Branco, considerado um dos 50 melhores espumantes do mundo no “50 Great Sparkling Wines of the World 2019”, e o Prémio Nacional de Agricultura, na categoria Empresas, atribuído pelo BPI em janeiro.

 

Daí para cá somaram-se dezenas de vinhos medalhados em concursos realizados um pouco por todo o mundo, até já este mês de junho a empresa acrescentar às contas mais de duas dezenas de novas medalhas, obtidas nos concursos Enologico Internazinale Cittá Del Vino – International Wine City Challenge 2019, Prémio Biodivino 2019 e Concours International Sélections Mondiales des Vins Canada 2019.

 

Isto depois de em Portugal ter sido a empresa mais premiada no Concurso de Vinhos da Península de Setúbal, com um total de 14 medalhas, inclusive a de Melhor Vinho Tinto. O resultado, diz Leonor Freitas, é uma valorização por parte dos consumidores, que “gostam de provar e comparar os vinhos medalhados”, partilhando os resultados em redes sociais como o Facebook, onde a marca tem quase 100 mil seguidores.

 

O vinho dos festivais de verão

 

Quem quiser a acompanhar de perto o trabalho da Casa Ermelinda Freitas, provando os seus vinhos, gostará provavelmente de saber que o produtor de Fernando Pó vai marcar presença nalguns dos maiores festivais de verão do país, o que fará dele “o vinho oficial” dos festivais. Os eventos são vários, contando-se entre eles o Galp Beach Party, o EDP Cool Jazz, o MEO Sudoeste e o Super Bock em Stock, por exemplo.

 

“Para os nossos consumidores que se encontram em Lisboa aconselhamos que conjuguem os petiscos no restaurante Wine Not? (Rua Ivens – Chiado) com os nossos vinhos, e se gostarem poderão levar os mesmos para casa ao preço de adega”, acrescenta Leonor Freitas. A quem quiser ficar a par das novidades, a responsável lança o convite a uma visita à loja da adega, disponível para visitas com marcação.

 

 

 

Novo reserva branco e estreia dos vinhos verdes

 

A Casa Ermelinda Freitas prepara-se para lançar um novo vinho de reserva branco, o Dona Ermelinda Reserva Branco, “proveniente da selecção das melhores uvas” das castas Chardonnay, Arinto e Viognier. Trata-se de um vinho com “complexidade” e “elegância”, tendo fermentado em cubas de inox e estagiado durante quatro meses em barricas de carvalho francês.

 

Outro dos lançamentos preparados é o do vinho Casa Ermelinda Freitas Merlot & PInot Noir, adiantou a marca, empenhada entretanto também no reforço do Casa Ermelinda Freitas Carménère Reserva. A grande novidade chega da região dos vinhos verdes, para onde a empresa expandiu recentemente a sua produção, e dá-se com a introdução das primeiras referências nas grandes superfícies.

Comentários

- Pub -