PIMEL mostra o melhor de Alcácer até segunda-feira

124
visualizações

Jéssica Pina, jovem trompetista filha da terra é homenageada deste ano pelo seu percurso já notável. No palco há Amor Electro este sábado, Blaya no Domingo e Calema na segunda à noite

- Pub -

A 29ª edição da PIMEL – Feira do Turismo e das Actividades Económicas de Alcácer do Sal, que arrancou na sexta-feira, decorre até segunda, dia de feriado municipal no concelho, que termina com o concerto dos Calema, marcado para as 22h30.

Este sábado o concerto principal, às 22h30, é com os Amor Electro. Amanhã, Domingo, também às 22h30, o nome maior do cartaz é Blaya.

São quatro dias de festa dedicada ao ‘Melhor de Alcácer’ para homenagear “em primeiro lugar, as gentes, a agropecuária, o rico ambiente que a natureza deu ao vale do Sado, o rio de culturas, a comporta” e outras riquezas do concelho, destacou o presidente da Câmara.

“Só todos juntos podemos levar Alcácer para a frente”, disse Vítor Proença, depois de apontar o investimento que o município está a fazer, nomeando duas obras estruturais. A construção do novo Parque de Feiras e Exposições, no valor de 3,5 milhões de euros, que arranca já no final desta PIMEL e que vai obrigar a que a feira se realize noutro local em 2020 e “provavelmente” em 2021. Outra obra, de 1 milhão de euros, é a construção do novo Interface de Transportes, que está em curso e a “decorrer a bom ritmo”, que vai requalificar a zona envolvente à Praça de Touros e criar um grande parque de estacionamento.

Prémio Nobel em Alcácer

Ramos Horta, Prémio Nobel da Paz, vai estar “em breve” em Alcácer do Sal, anuncio Vítor Proença. O presidente da Câmara não revelou a data, mas informou que o ex-Presidente da República de Timor Leste vem visitar o concelho.

A abertura da PIMEL contou com a presença dos parceiros da autarquia na organização da feira, nomeadamente da Associação de Agricultores de Alcácer do Sal, representada por Francisco Vacas, da Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Alcácer do Sal e Montemor-o-Novo, com Manuel Fura Jorge, e do presidente da Entidade de Turismo do Alentejo e Ribatejo, António Ceia da Silva.

 

Jéssica Pina: “O carinho de Alcácer é incrível”

Jéssica Pina, a jovem trompetista de 26 anos, que já tocou em palco com grandes nomes nacionais e estrangeiros, inclusive com Madona, é a homenageada deste ano da PIMEL e não escondeu o agrado com que recebeu o reconhecimento da sua terra.

“Percebi que as pessoas estão a acompanhar-me e o carinho de Alcácer é incrível”, disse a musica que iniciou a aprendizagem musical aos oito anos na Sociedade Filarmónica Visconde Alcácer (SFVA).

“Tive sorte de ir para a SFVA como tantas crianças podem ir. É uma sorte que em Alcácer pode-se aprender música de forma gratuita e todos os jovens deviam pelo menos tentar”, disse Jéssica Pina.

Nascida e criada em Alcácer do Sal, é licenciada em Trompete-Jazz e concluiu também já o mestrado, tendo aproveitado o trabalho académico para criar o seu primeiro CD de originais, ‘essência’.

“Em Alcácer bate-se numa pedra e sai um músico”, disse a talentosa jovem um pouco antes de pegar no trompete e emocionar a comunidade presente com a interpretação de uma música tradicional da terra que pôs toda a gente a cantar.

Comentários

- Pub -