José Rachão vai ser o treinador na nova época desportiva

69
visualizações

Para além da equipa técnica, que integra Marco Bicho, ex-jogador do Pinhalnovense, o clube montijense já assegurou também a continuidade de seis jogadores que faziam parte do plantel da época anterior, promoveu dois juniores e apresentou seis aquisições.

 

- Pub -

José Rachão é a nova aposta do Clube Olímpico do Montijo para o cargo de treinador da sua equipa de futebol sénior que disputa o Campeonato de Portugal.

José Rachão, actualmente com 66 anos, que na época passada orientou o Peniche, tem uma vasta experiência com treinador em diversas competições, tanto a nível nacional como a nível internacional, sendo de destacar a sua passagem pelo Sudão, Síria, Iraque, Emiratos Árabes Unidos, Catar e Arábia Saudita, onde conquistou vários títulos.

Em Portugal começou a sua carreira de treinador no Leixões, em 1982/83, depois representou o Famalicão, Fafe, Águeda, Académico de Viseu, Académica de Coimbra, Rio Ave, Nacional, Paços de Ferreira, Amora, Maia, Barreirense, Atlético, Seixal, Torreense, V. Setúbal e U. Madeira. Depois de sete anos no estrangeiro, no seu regresso a Portugal ingressou no Águeda e posteriormente no Peniche.

No nosso país treinou em todas as competições nacionais, incluindo a 1.ª Divisão Nacional onde atingiu o ponto mais alto da sua carreira ao serviço do V. Setúbal com a conquista da Taça de Portugal na final disputada com o Benfica, na época de 2004/2005.

Com uma forte ligação ao Montijo, clube que representou como jogador entre 1972 e 1976, depois de ter saído do Benfica, quis o destino que estivesse agora de volta à terra onde vive, para treinar o Olímpico, nesta época de 2019/2020.

Regresso ao Montijo

Neste seu regresso ao Montijo, José Rachão, que vai desempenhar as funções de treinador principal, terá como adjuntos Alexandre Reis e Marco Bicho (que acumula com o cargo de treinador principal da equipa de juniores); Nuno Carmo, preparador físico e Sandro Pinto, treinador de guarda-redes.

Em andamento está também a constituição do plantel para a nova temporada, tendo o clube assegurado para já a continuidade de seis jogadores que faziam parte da equipa anterior: Diogo Arreigota, Bruno Jesus, Vumi, Pedro Batista, Miguel Pires e Marcelo Castro.

Da equipa de juniores, que conquistou o título de campeão distrital da 1.ª divisão da AF Setúbal, foram promovidos o guarda-redes Filipe Silva e o defesa Tiago Gamito.

E, no que respeita a aquisições, o clube já garantiu Bernardo, guarda-redes, ex-Louletano; Miguel Pinéu, defesa, ex-Amora; Ricardo Carloto, defesa, ex-Torreense; Daniel Lima, defesa, ex-Peso da Régua; José Miranda, médio, ex-Sagrada Esperança (Angola) e Bolaji, avançado, ex-Diamond Football Academy (Nigéria).

Em relação à época anterior as ausências mais notadas são o ponta de lança, e melhor marcador da equipa Beto, que se transferiu para o Portimonense e o defesa Diogo Branco que rumou para o campeonato francês, contratado pelo Estrasburgo.

Comentários

- Pub -