PS acusa Câmara de depositar entulhos em zona habitacional

33
visualizações

Deputados municipais socialistas fotografaram lancis, pedras de calçada e areias no local e pedem ao presidente da autarquia para que apure responsabilidades. Rui Garcia promete resposta adequada para mais tarde

 

- Pub -

 

 

Uma zona habitacional localizada nas traseiras da rua dos Lusíadas, na freguesia da Moita, foi alvo de deposição de entulhos de obras públicas e areias. A situação é denunciada pelos deputados municipais eleitos pelo Partido Socialista (PS) que apontam o dedo à Câmara Municipal, exigindo que o presidente da autarquia, Rui Garcia, apure responsabilidades e  que os detritos sejam retirados do local.

As pretensões do grupo municipal do PS foram enviadas ao presidente da Câmara na passada terça-feira, através de um requerimento com um conjunto de cinco questões. No documento, os socialistas deixam implícito que a Câmara Municipal, no mínimo, pactuou com a deposição de entulhos e areias no local.

“A situação é muito mais gravosa porque existem imagens fotográficas de camionetas da Câmara Municipal da Moita a procederem ao vazamento de areia que tudo indica ser a que foi usada nas largadas da feira de Maio”, afirmam os deputados municipais do PS no requerimento dirigido a Rui Garcia.

Eurídice Pereira, coordenadora da bancada municipal do PS, reforça que “os entulhos são declaradamente de espaço público (lancil e pedras de calçada)” e justifica: “Conforme testemunham as fotografias que anexámos ao requerimento enviado. São fotos que tirámos hoje [terça-feira], no local.”

Os socialistas querem agora saber como é que a autarquia explica a ocorrência e se os entulhos são resultantes de “intervenções realizadas pela Câmara Municipal ou por outra entidade autorizada pelo município”. No mesmo requerimento, questionam também quais as “diligências” que a edilidade irá tomar no sentido de limpar o terreno, se a autarquia já “recebeu reclamações” sobre o assunto e quais as medidas que foram adoptadas, indagando ainda quais “os locais que a Câmara Municipal tem preparados” para receber este tipo de detritos.

O SETUBALENSE solicitou uma reacção à autarquia, que prometeu uma resposta para mais tarde já que “até ao momento o presidente da Câmara Municipal não tem conhecimento do requerimento referido”. “Quando for recebido o requerimento, a autarquia irá responder adequadamente, pelas vias normais”, disse o município a concluir.

 

 

Comentários

- Pub -