Autarquia promete travar crescimento de Borracheira gigante em Corroios

44
visualizações

Os moradores de dois prédios em Miratejo dizem que não conseguem ver o Sol e têm pernadas e folhas a entrar pelas janelas, tudo isto porque uma árvore borracheira cresceu mais do que se esperava. Uns querem que seja abatida, mas há quem lhe defenda a sombra

 

- Pub -

 

 

Uma árvore borracheira de grande dimensão tem incomodado os moradores de dois edifícios na Alameda 25 de Abril, em Miratejo, Corroios. Com as pernadas e folhas a baterem-lhes nas janelas, quem reside nos andares mais baixos tem pedido a intervenção da Junta de Freguesia de Corroios ou dos serviços dos Espaços Verdes da Câmara do Seixal.

Enquanto uns consideram razoável o abate desta árvore, outros preferem uma solução menos agressiva que passe tão só pelo corte das ramadas. O certo é que há quem se queixe de só conseguir ver o Sol quando este está a pique porque as folhas e pernadas estão encostadas às varandas, e outros comentam que nem conseguem ver a rua.

“Esta árvore está a entrar dentro das casas”, diz o presidente da Junta de Freguesia de Corroios. Eduardo Rosa dava eco às queixas dos moradores daquela praceta durante um Fórum Seixal marcado pela autarquia precisamente para “ser encontrada uma solução conjunta com os moradores”, explicava Joaquim Tavares, vereador responsável pelos pelouros do Ambiente, Serviços Urbanos, Energia e Espaço Público.

Diz Eduardo Rosa que esta árvore “não é de uma espécie adequada para o meio urbano”. Terá sido plantada por alguém daquela zona de Miratejo, e cresceu para além do que é compatível para estar entre edifícios. “Tapa as janelas, tira luminosidade e as raízes vão dar cabo dos esgotos do prédio”, interpreta.

 

Autarquia vai contratar mais funcionários para os Espaços Verdes

 

Enquanto uns querem acabar com aquela árvore na Praceta 25 de Abril sendo substituída por novas espécies, outros defendem-na pela dimensão que corresponde à sombra que presta. Ideias opostas que o vereador Joaquim Tavares gostaria que chegassem a um equilíbrio. E assim terá acontecido: “A árvore vai ser podada e controlada a sua evolução”, diz o vereador.

Entretanto Joaquim Tavares anunciou que vai ser feita uma intervenção de reflorestação e embelezamento no Parque de Miratejo. “Os moradores querem mais árvores no parque e melhoramento dos canteiros”. Avança o autarca que esta intervenção já estava a ser estudada pela Câmara do Seixal, assim como para outros espaços de lazer como o do Alto do Moinho que “está com o projecto quase concluído”, e o de S. Nicolau que “já está em consulta pública”.

Explica ainda o vereador que neste momento a equipa dos Espaços Verdes “está a ser reforçada com mais pessoal”, depois é pôr no terreno os projectos previstos.

Comentários

- Pub -