Cova da Piedade ‘B’ e Oriental Dragon lutam pela conquista do troféu em final inédita

22
visualizações

O Campo Vale da Abelha recebe pela segunda vez a final da prestigiada competição que é a segunda mais importante do calendário associativo. No final, o vencedor ergue o troféu mas, independentemente do resultado, quem vai à Taça de Portugal é o Oriental Dragon.

 

- Pub -

Cova da Piedade ‘B’ e Oriental Dragon vão disputar amanhã, sábado, dia 1 de Junho, no Campo Vale da Abelha, em Paio Pires, a partir das 15h 30m, a 9.ª edição da Taça AF Setúbal “Joaquim José Sousa Marques”, que premeia a equipa vencedora com a participação na primeira eliminatória da Taça de Portugal.

 

Mas, a este propósito, importa referir que, independentemente do resultado que vier a acontecer neste jogo, já se sabe que será o Oriental Dragon a participar na prova rainha do futebol nacional porque o Cova da Piedade ‘B’, não pode participar por força do regulamento, mesmo que seja o vencedor.

 

Na história da competição o Amora é o clube que mais vezes conquistou o troféu (3), seguido do Barreirense (2), Vasco da Gama, Grandolense e Alcochetense.

 

Cova da Piedade ‘B’ e Oriental Dragon marcam presença pela primeira vez na final, existindo, por isso mesmo, alguma expectativa para ver qual deles vai conseguir levantar o troféu.

 

Ricardo Estrelado, treinador do C. Piedade ‘B’:

“Que o jogo seja uma festa e a vitória caia para o nosso lado”

 

“As perspectivas para o jogo da final são as melhores porque estamos a atravessar uma boa fase. Desde a vitória sobre o Alcochetense na meia-final da Taça perdemos apenas uma vez, com o Barreirense, e, de forma completamente injusta”, começou por dizer o treinador do Cova da Piedade ‘B’.

 

“Vamos entrar nesta final com ambição e com grande vontade de ganhar. As finais são para isso mesmo, para se ganhar e nós vamos fazer tudo para conseguir isso, respeitando, como é óbvio Oriental Dragon, uma equipa formada por jogadores com muito mais experiência, habituados a competir a outro nível e com outro andamento”, acrescentou Ricardo Estrelado.

 

“Esta época já nos defrontámos duas vezes e a vitória caiu sempre para o lado deles, embora não tivesse sido o desfecho mais justo, em jogos muito disputados. Pode ser que agora caia para o nosso lado. Vamos para o jogo bem preparados e a equipa sabe bem o que quer”, referiu também o técnico piedense que mostra algum descontentamento pelo facto da final não se realizar no Estádio do Bonfim.

 

“É verdade, estou um pouco desiludido com o palco da final. A maior parte dos jogadores da minha equipa são miúdos com 19 anos e todos eles estavam a sonhar com o Estádio do Bonfim pela sua dimensão e pelo facto de ser o mais emblemático do distrito. De qualquer forma vamos atacar a final para vencer, respeitando ao máximo o adversário porque sabemos o valor que tem e porque está muito bem comandada pelo Nuno Cirilo que não começou a época mas está a fazer um excelente trabalho”.

 

Por fim, Ricardo Estrelado confessou que “o Cova da Piedade tem tudo pensado e preparado. Espero que o jogo seja uma festa, que corra bem, que o vencedor seja encontrado de forma justa e que a vitória caia para o nosso lado. Como o dia 1 de Junho é o dia da criança e eu na minha equipa tenho muita gente nova pode ser que sejamos nós a festejar”.

 

Nuno Cirilo, treinador do Oriental Dragon:

“Os jogadores estão motivados e muito focados nesta final”

 

“Antes de falar do grande jogo da época para estas duas equipas, quero dar os parabéns aos jogadores da minha equipa pela final conseguida e por termos a presença garantida na primeira eliminatória da Taça de Portugal na próxima época, independentemente do resultado desta final, uma vez que o Cova da Piedade B não poderá participar”, esclareceu Nuno Cirilo.

 

“Esta será com certeza uma final muito bem disputada, uma final com duas equipas que praticam bom futebol, que dão tudo em campo para atingir a vitória mas claramente, tal como em ambos os confrontos desta época, o jogo será decidido nos pormenores”, são estas as perspectivas do técnico orientalista.

 

“Os nossos jogadores estão motivados e muito focados para esta final, é o único título possível para nós nesta época e vejo em cada jogador uma vontade enorme em ganharmos este título. Agora é afinar a “máquina” durante esta semana para podermos chegar ao grande jogo e estarmos preparados da melhor maneira”, frisou Nuno Cirilo que, para terminar, deu também os parabéns ao adversário e ao seu treinador, Ricardo Estrelado, pela presença na final.

Comentários

- Pub -