Centro Hospitalar distingue investigadores na vanguarda da medicina

50
visualizações

Os serviços de cardiologia, medicina interna e gastrenterologia do Centro Hospitalar de Setúbal viram os seus profissionais ser premiados pelo trabalho de investigação, com enfoque em áreas distintas como o Acidente Vascular Cerebral Isquémico e a Gestão de Recursos

 

- Pub -

 

Três profissionais do Centro Hospitalar de Setúbal foram distinguidos com o prémio Grupo de Investigação e Desenvolvimento, GID 2018. Um galardão atribuído pelo Gabinete de Investigação do CHS, com o patrocínio da Câmara Municipal de Setúbal, com o objectivo de estimular a investigação entre os profissionais do CHS, através da atribuição de um prémio anual para os três melhores artigos científicos publicados.

Do leque de doze artigos clínicos publicados em 2018 pelos profissionais do Centro Hospitalar de Setúbal, o primeiro prémio foi atribuído à cardiologista Rita Marinheiro, pelo artigo intitulado “Excessive atrial ectopic activity as an independent risk factor for ischemic stroke”, Uma investigação na área do Acidente Vascular Cerebral Isquémico.

A cardiologista abordou a actividade ectópica atrial excessiva (EAEA) relacionada com o risco aumentado de fibrilação atrial (FA) e acidente vascular cerebral. Um trabalho realizado com o objectivo de “determinar a associação entre EAEA e acidente vascular, FA e morte total”.

O segundo prémio foi entregue a Carlos Francisco Monteiro da Silva. Através do artigo “Volume ou Valor? O Papel do Radiologista na Gestão dos Exames”, o médico do Serviço de Medicina Interna teve como objectivo “perceber os motivos e quantificar o número de ecografias e tomografias computorizadas que são, potencialmente, desperdiçadas a nível da urgência hospitalar” no Centro Hospitalar de Setúbal e “a importância que o radiologista pode ter na gestão e na triagem desses exames”.

O terceiro prémio foi atribuído Ana Cristina Teixeira, médica do Serviço de Gastrenterologia, que abordou a questão da doença diverticular no artigo “Colonic diverticulosis and the metabolic syndrome: an associan?”.

Este estudo teve com objectivo avaliar a associação entre síndrome metabólica, obesidade e a diverticulose colónica.

 

Comentários

- Pub -