Praias de Tróia, Arrábida e Sesimbra com vigilância reforçada

98
visualizações

Com muita gente já a banhos e ainda sem nadadores salvadores, Polícia Marítima opta por prevenir

 

- Pub -

 

 

As praias de Tróia, Arrábida e Sesimbra vão ter este fim-de-semana um reforço de vigilância pela Polícia Marítima de Setúbal. Ainda sem nadadores salvadores nas praias e com o anúncio de temperaturas extremas que podem chegar aos 35 graus em Setúbal, os meios aquáticos e terrestres da autoridade marítima estarão posicionados nas zonas consideradas sensíveis para antecipar qualquer emergência.

Uma viatura Amarok vai estar em permanência durante sábado e domingo na Lagoa de Albufeira, onde ainda não há qualquer vigilância a banhistas e várias embarcações semi-rígidas estarão em constante circulação entre as praias da Arrábida e Tróia. Aqui haverá também um reforço de patrulhamento apeado.

Luís Nicholson Lavrador, comandante da Polícia Marítima de Setúbal alerta para os cuidados a ter pela população que se dirija às praias perante o mar que apresenta vários perigos. “A temperatura pode ser convidativa a mergulhos, mas há que perceber que o mar ainda é de Inverno, com correntes fortes e baixios invisíveis aos banhistas”, afirma Luís Nicholson Lavrador, que apela a que os banhistas tenham uma redobrada atenção a todas as pessoas que se encontram em seu redor. “Não há nadadores salvadores que alertem para emergências nas praias, por isso as pessoas que lá se encontram devem ter uma maior atenção a quem os rodeia”.

Em paralelo, a Polícia Marítima aconselha aos proprietários de barcos de recreio e lazer que queiram aproveitar o sol em pleno mar que façam uma revisão à embarcação, antevendo problemas críticos em pleno mar. Nos passados fins-de-semana, as autoridades foram chamadas a rebocar um grande número de embarcações que avariaram ao largo de Sesimbra e Setúbal, algo que pode ser evitado pelos proprietários. “Quem tem um barco numa garagem durante o Inverno e quer agora aproveitar um passeio no rio tem que se certificar da validade dos meios de socorro a bordo, como extintores, meios pirotécnicos, coletes salva vidas e o próprio motor”, adianta o comandante da Polícia Marítima de Setúbal.

À semelhança de Setúbal, a Costa da Caparica em Almada terá um reforço de vigilância por meios da Polícia Marítima de Lisboa. Aos meios marítimos e terrestres da autoridade, juntam-se os bombeiros voluntários de Cacilhas, com meios especializados em salvamento aquático.

 

Comentários

- Pub -