Mais de 11 milhões de quatro investimentos em curso no Montijo

199
visualizações

Só as instalações da Meigal e da Triperu, do Grupo Lusiaves, representam um investimento total estimado em 7,7 milhões. Em construção está já uma clínica de hemodiálise que será uma das maiores da região. Superfície comercial Aldi em agenda

 

- Pub -

O concelho do Montijo continua a revelar atractividade na captação de investimento nas mais diversas áreas. Mais de 11 milhões de euros é a estimativa total de quatro investimentos – três já em execução e um ainda em fase de estudo – que o presidente da Câmara Municipal, Nuno Canta, aponta para salientar capacidade atractiva do território nas mais diversas áreas de negócio.

O mais avultado tem em comum o Grupo Lusiaves, através da Meigal e da Triperu. “São dois grandes investimentos ligados à produção de carne de frango e de peru, cujo valor total estimado ascende a 7,7 milhões de euros. Vão ser as maiores áreas de produção de carne de frango e perú que temos no país, do Grupo Lusiaves”, diz o autarca, adiantando que a instalação das empresas têm lugar nas freguesias da zona Este do concelho. “O investimento referente à Meigal representa 5,3 milhões de euros e localiza-se em Pegões. A Triperu fica em Canha, na zona das Taipadas, e estima-se um investimento na ordem dos 2,3 milhões de euros”, explicou.

Do sector agrícola, o autarca salta para a área da saúde, já que o Montijo prepara-se também para contar com mais uma clínica. Além do equipamento do Grupo Mello (CUF) há muito anunciado, Nuno Canta revela que o concelho vai passar a contar com uma das mais importantes unidades de hemodiálise, cujos trabalhos de construção “já começaram”.

A nova clínica vai ficar instalada numa zona frente ao Arquivo Municipal, “voltada para a estrada do Pau Queimado”. O investimento “deve ultrapassar os dois milhões de euros” e promete dotar a cidade de um equipamento de referência. “Acho que vai ser uma das maiores clínicas aqui da zona de Setúbal com 70 camas”, adianta o edil, lembrando que nas proximidades “está instalado um outro equipamento, que é a loja da Conforama, no Retail Park”, prevista abrir portas no próximo dia 23, e cujo investimento “deverá ser superior a dois milhões de euros”.

Aldi em perspectiva

Na forja encontra-se ainda a possibilidade de construção de uma superfície comercial, um supermercado Aldi, numa área de “aproximadamente 1900 metros quadrados”, nas imediações da rotunda da Santa, próximo da Escola Básica Integrada do Esteval.

“Essa é a possibilidade que está a ser trabalhada com os serviços de urbanismo da Câmara e que, a concretizar-se, permitirá completar aquela parte do Pocinho das Nascentes”, antecipa Nuno Canta, sublinhando que o investimento deverá “ultrapassar 1 milhão de euros”, até porque, justifica, “como contrapartida a Câmara exige a construção da continuidade da Avenida Garcia de Orta, que vem da Atalaia”. O objectivo é que a referida via passe a contar com “duas faixas de cada lado até à zona onde está a antiga fábrica Monticor”.

A concluir, Nuno Canta sublinha que este é um exemplo que “mostra a atractividade que o território do Montijo tem na captação de investimento, não apenas num sector mas em vários sectores, desde a saúde, à parte da distribuição e da produção”.

Comentários

- Pub -