Antiga sede da Associação dos Soldadores está à venda

32
visualizações
Custodio Pinto

Edifício faz parte da história da indústria de conservas de Setúbal

 

- Pub -

Na Av. Luísa Todi, junto ao edifício que foi o salão de recreio da classe dos trabalhadores do mar nos anos de 1930, está à venda um edifício que faz parte da história da indústria conserveira da cidade.

Este belíssimo edifício, foi construído em 1903 pelos soldadores com a organização de acções entre os sócios e o projecto foi feito gratuitamente pelo distinto arquitecto Adães Bermundes, e o estilo arquitectónico é o mesmo do edifício do Banco de Portugal.

Na realização de eleições da Associação dos Soldadores foi eleito presidente da direcção Francisco Fernandes Costa, e presidente da mesa da assembleia geral, o soldador Mariano Augusto Coelho. Nas eleições realizadas em 1905 foi eleito presidente da direção Mariano Coelho, mas por pouco tempo, pois ele fundou a fábrica de conservas Mariano, Lopes & Cº, Lda.

Em 1 de Maio de 1910, foi publicado um artigo no jornal Terminal, sobre a história da Associação de Classe dos Operários Soldadores de Setúbal. Em Junho de 1911, a associação comemorou 20 anos com inauguração da nova sede na Av. Luísa Todi, com vários oradores, poesia e muita animação.

Os soldadores, foram uma classe com muita força e fizeram muitas greves por melhores salários e condições de trabalho. Numa delas, em 1918, rebentaram duas bombas na Praça de Bocage, tendo a polícia efectuado várias prisões, entre as quais do director do jornal O SETUBALENSE, Faria Trindade, que foi libertado no dia seguinte.

Este pequeno artigo dá a conhecer um pouco da luta da Associação dos Soldadores e da sua belíssima sede, na Av. Luísa Todi. É pena que este edifício histórico não seja adquirido por qualquer organismo oficial, pois seria mais uma casa para a cultura e e para o património da nossa cidade do Rio Azul.

Comentários

- Pub -