Xtória: já abriu o restaurante da setubalense vencedora do Masterchef

296
visualizações
(Fotografia: DR)

Rita Neto, vencedora da primeira edição de Masterchef Portugal (TVI), em 2014, procura valorizar os produtos locais com cozinha de autor no seu novo Xtória, acabado de abrir

 

- Pub -

Xtória, assim se chama o primeiro restaurante da chef setubalense Rita Neto (vencedora da primeira edição de Masterchef Portugal, da TVI), em conjunto com a irmã, Rute Marques. O restaurante, situado na Rua Guilherme Gomes Fernandes, na zona dos bares, em Setúbal, abriu ao público na quarta-feira, 24, e aposta numa cozinha de autor baseada nos produtos locais e regionais.

Salmonete, choco, cavala, sarda, ostras, sardinha, queijo de azeitão, moscatel, pêra e laranja são alguns dos produtos regionais que Rita Neto utiliza na confecção dos pratos, com o objectivo de dar forma a uma cozinha de autor, com sabores portugueses e internacionais, mas descomplicada. “O produto é suficiente bom para nós nos orgulharmos dele”, explica a irmã Rute, exemplificando que cada prato tem o nome do produto principal.

Rute Marques, licenciada em Economia e especializada em marketing e comunicação, descreve a cozinha da irmã – que sempre cozinhou para a família desde pequena – como uma “cozinha mais sofisticada, mais técnica e glamorosa”. No entanto, pensada para agradar a todos e não só às elites, assegura. O Xtória, com preço médio de 25 euros por pessoa, pretende ser um espaço acessível à maioria e elevar a fasquia da restauração setubalense.

O restaurante situa-se na Rua Guilherme Gomes Fernandes, na zona dos bares da cidade. (Fotografia: DR)

 

A ementa foi criada pela chef Rita Neto, 35 anos, em conjunto com o também setubalense Bruno Resgate, de 29, e inclui alguns dos pratos que a setubalense criou – e popularizou – durante a competição culinária da TVI, exemplo da caldeirada de receita própria e do seu bolo de chocolate. Há também um menu de degustação de cinco momentos para provar na mesa do chef, com seis a oito lugares.

A sala, cujo projecto de decoração ficou a cargo do decorador de interiores João Maria, tem também um bar (que a seu tempo terá cocktails de autor) e uma mezzanine com uma garrafeira com 400 vinhos da região e não só e uma zona de sofás, para quem quiser comer de forma mais descontraída. O prédio, onde funcionou em tempos uma discoteca, foi pintado de negro por fora e decorado com janelas em ferro forjado.

A abertura do Xtória representa a concretização de um sonho que Rita Neto e Rute Marques alimentavam desde crianças, habituadas desde sempre a cozinhar para toda a família. Enquanto Rute fez o seu caminho pela área do marketing, Rita formou-se em arquitectura, chegando a exercer num gabinete em Almada, mas a paixão pela cozinha falou mais alto e decidiu dedicar-se a ela a tempo inteiro.

A vitória na primeira edição do concurso de culinária Masterchef Portugal, da TVI, em 2014, não estava nos planos, recorda a setubalense. “Eu não fui para ganhar. O que me motivou, depois de perceber que tinha entrado, era poder escrever um livro sobre cozinha. Esse era um dos prémios além dos dez mil euros e frequentar um curso de um ano na escola Le Cordon Bleu, em Madrid, uma das melhores escolas de alta cozinha do mundo”.

Quando regressou de Espanha, começou a trabalhar com o chef Rui Paula, jurado no concurso e, mais do que isso, seu mentor. No momento em que se reuniram todas as condições para avançarem com um projecto de restauração próprio, Rita Neto e a irmã não tiveram dúvidas de que Setúbal era a “cidade certa” para “dar o passo certo” e abrirem o Xtória. Aqui podemos ser ‘o’ restaurante», diz Rute Marques, confiante.

Comentários

- Pub -