Amora foi a única equipa da região que não perdeu

10
visualizações

A 31.ª jornada do Campeonato de Portugal não foi nada famosa para as equipas da região porque nenhuma delas conseguiu vencer.

- Pub -

O Amora partiu para o Algarve à conquista da vitória para poder continuar a alimentar o sonho de chegar ao segundo lugar e o jogo até começou por correr-lhe de feição porque se adiantou no marcador com um golo de Jussane (13’), só que a resposta do adversário não demorou e cinco minutos estava reposta a igualdade, que perdurou até ao fim. Com este resultado a equipa amorense ainda continua na luta pelo lugar onde pretende chegar, porque ainda tem um jogo em atraso [dia 25 de Abril, com o Sacavenense], mas as coisas estão a ficar cada vez mais difíceis.

Pinhalnovense perde com Angrense

O Pinhalnovense na sua deslocação à Ilha Terceira, onde defrontou o Angrense, não conseguiu evitar a derrota (2-0) e ficou com a sua situação algo complicada na tabela classificativa, devido à curta vantagem que tem [3 pontos] em relação à primeira equipa que surge na zona de despromoção, o Vasco da Gama da Vidigueira que será seu adversário na próxima jornada.

Nesta partida com o Angrense, a equipa de Pinhal Novo sofreu o primeiro golo aos 32 minutos e foi para o intervalo a perder por 1-0. Na segunda parte, com a expulsão de Diogo Tavares, por acumulação de amarelos (59’), a equipa ficou mais fragilizada e acabou por consentir o segundo golo que foi marcado, tal como o primeiro, por Diogo Picanço (85’).

Olímpico derrotado pelo Praiense

Quem também saiu vergado ao peso da derrota na Ilha Terceira, e neste caso concreto, na Praia da Vitória, foi o Olímpico do Montijo, que perdeu por 3-1 com o Praiense que garantiu o acesso ao play off e o primeiro lugar no grupo.

A vitória da equipa açoriana começou a ser construída aos 10 minutos com um golo de João Peixoto na cobrança de um penalti que deixou muitas dúvidas e foi com este resultado que se atingiu o intervalo.

Ma 2.ª parte o Praiense elevou para 2-0 por Sérgio Teles, aos 57 minutos e Forbes, aos 73 elevou a marca para 3-0. O golo de honra do Olímpico foi obtido por Ruben Ribeiro, também de penalti (75’).

Comentários

- Pub -