Brasil e Qatar interessados nos territórios Lisbon South Bay

84
visualizações
sdr

A Baía do Tejo continua a promover os territórios da Lisbon South Bay à escala internacional. Recentemente foram visitados pelo embaixador da Qatar em Portugal e um grupo de empresários brasileiros, vindos do Estado de São Paulo

 

- Pub -

Uma comitiva liderada pelo embaixador do Qatar em Portugal, onde estiveram também empresários brasileiros, visitou os activos da Baía do Tejo em Almada, Seixal e Barreiro. Visita que a administração destes territórios da Lisbon South Bay considera uma “mais-valia” para fortalecer a divulgação destas áreas junto de potenciais investidores.

Ao lado desta comitiva, estiveram representantes das autarquias que envolvem os territórios da antiga Lisnave (Almada), Siderurgia Nacional (Seixal) e Cuf (Barreiro). Para além dos ex-estaleiros em Cacilhas, o embaixador Adel Ali Al-Khal e os empresários brasileiros de Guarulhos, território de forte industrialização e sede de um número alargado de empresas do Estado de São Paulo, estiveram nos parques empresariais do Seixal e Barreiro.

A visita coordenada pela Invest Lisboa, em parceria com a Baía do Tejo, teve como objetivo “dar a conhecer as oportunidades de investimento, bem como as vantagens e as facilidades oferecidas neste território a todos quantos queiram instalar as suas empresas na margem esquerda do Tejo, uma região de forte adn industrial e que se afirma como extensão natural de Lisboa para acolher novos projetos industriais”, refere nota de imprensa da Baía do Tejo.

A recepção à comitiva, e visita, começou com uma apresentação no auditório Sardinha Pereira no Museu Industrial Baía do Tejo, onde Rui Coelho, da Invest Lisboa, Sérgio Saraiva, da Baía do Tejo e Rui Braga, da Câmara do Barreiro, deram as boas vindas à comitiva e elencaram as características únicas e as vantagens que estes territórios têm para oferecer.

Foi ainda proporcionado o contacto e o networking entre os empresários brasileiros e as empresas sediadas na Baía do Tejo que aceitaram o convite para dar a conhecer as suas empresas e conhecer os projetos e os intentos dos que, do outro lado do Atlântico, demonstraram interesse neste território.

O Parque Empresarial da Baía do Tejo no Seixal foi o ponto de paragem em que se concentrou a maior parte da visita. “Trata-se do território com maior disponibilidade para acolher novas empresas, principalmente de grandes dimensões e de cariz industrial e logístico, facto valorizado por este conjunto de empresários”, identifica a Baía do Tejo.

Para além de uma visita ao município, a comitiva passou pela empresa do sector siderúrgico de capitais brasileiros, Lusosider – Aços Planos, que exporta cerca de 80% da sua produção para diferentes destinos do mundo, mas que tem nos mercados europeus uma forte aposta. A passagem pelo Seixal terminou no Lounge Café Letras e Talheres com vista para a Baía do Seixal.

De ambas as visitas “ficou a promessa de que toda a informação recolhida será difundida nos canais próprios e enviada diretamente a vários grupos e a todas as associações empresariais locais de maior expressão”.

Comentários

- Pub -