Presidente da República fecha conferência em Grândola

107
visualizações

António Figueira Mendes, presidente da Câmara, abre iniciativa dedicada ao tema ‘Montados, Sobreirais e Azinhais’, que integra ciclo promovido pela Confederação dos Agricultores de Portugal. Marcelo apadrinha evento

 

- Pub -

Marcelo Rebelo de Sousa vai encerrar a segunda conferência do ciclo sobre gestão florestal, território e riscos naturais, que tem lugar esta quarta-feira, 17, a partir das 10h30, no Cine Granadeiro – Auditório Municipal, em Grândola. A intervenção do Presidente da República, programada para as 15h45, fecha o evento subordinado ao tema “Montados, Sobreirais e Azinhais”.

O Chefe do Estado ficará a conhecer o ponto da situação sobre o montado/floresta da região à chegada à Serra de Grândola, pelas 14h00, onde será recebido por uma comitiva liderada pelo presidente da Câmara Municipal, António Figueira Mendes. Depois rumará ao auditório do Cine Granadeiro, para se juntar aos participantes na conferência.

Promovida pela Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP), a iniciativa visa “contribuir para uma melhor compreensão pública da relevância dos sistemas de produção florestais mediterrânicos e dos desafios que se colocam na sua gestão, num contexto de rápida mudança do clima, drásticas alterações do uso do território rural, da sua população e das condições sociais e económicas em que a gestão da floresta ocorre”, revela a autarquia, que apoia a realização da conferência.

A sessão de abertura está agendada para as 10h30 e estará a cargo do presidente da Câmara Municipal de Grândola, António Figueira Mendes. Seguem-se as intervenções de Conceição Santos Silva, da União da Floresta Mediterrânica, que irá debruçar-se sobre o tema “O montado de sobro em Portugal: Presente e Futuro”, e Luís Silva, da World Wildlife Fund (WWF), que irá falar sobre “Uma nova geração de plantações para o montado”.

A primeira parte do evento contará ainda com a intervenção de Joana Amaral Paulo, do Instituto Superior de Agronomia, que dissertará sobre “Produtividade dos montados em Portugal no período 1984–2017”.

Para a segunda parte da conferência, a partir das 14h00, estão reservadas as intervenções de André Vizinho (Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências), que irá abordar a “Adaptação do Montado às Alterações Climáticas”, Rui Almeida (Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas), que apresentará o tema “Da Serra de Grândola à Serra do Cercal – padrões de incêndios rurais”, e Rui Alves (Companhia das Lezírias), com “A sustentabilidade do montado de sobro – o caso da Companhia das Lezírias”.

António Gonçalves Ferreira, da CAP, apresentará a conclusão, subordinada à temática “Sistemas agroflorestais mediterrânicos-uma solução transversal”, para Marcelo Rebelo de Sousa proceder ao encerramento do evento, que conta ainda com os apoios da Associação dos Agricultores de Grândola e do PEFC Portugal (Programa para o Reconhecimento da Certificação Florestal).

Comentários

- Pub -