“Triathlon é uma prova de superação pessoal, do último ao primeiro classificado”

65
visualizações
Fotografia: Alex Gaspar

O Setúbal Triathlon trouxe 593 atletas federados e 207 amadores ao Sado, à serra e à cidade, naquela que é a segunda maior prova do país na modalidade de triatlo

- Pub -

 

Pelas 08h00 os triatletas a participar na 3ª Edição do Setúbal Triathlon mergulhavam nas águas do Sado, frente ao Parque Urbano de Albarquel. E pelas 08h08, a última contagem da segunda maior prova de triatlo do país apontava, definitivamente, 800 atletas em competição.

Nem a manhã cinzenta deste Domingo afastou os bravos que começaram por nadar 1,9 quilómetros, pedalaram entre a serra e a cidade por 90 quilómetros e correram por 21 quilómetros para alcançar a meta, nesta prova de triatlo de longa distância.

O triatleta João Ferreira sagrou-se vencedor absoluto pelas 12h17, ao cruzar a meta no Largo José Afonso, depois de 4h17minutos de prova.

O atleta do Estoril Praia não bateu o seu recorde de 2018, com uma prova realizada em 4h16minutos, mas repetiu a conquista do pódio a que se tinha proposto como objectivo. “Esta vitória teve o mesmo sabor da prova de 2018”, revelou João Ferreira. “Uma conquista de dedicação e muito esforço”.

João Ferreira comentou ainda que, “as condições meteorológicas não foram as melhores. Mas, para o triatleta sejam quais forem as condições a enfrentar a aposta é igual. Ser forte em todos os segmentos, com a mesma dedicação”.

Ana Filipa Santos, do Rio Maior Triatlo Clube, cruzou a meta pelas 12h51, para vencer o primeiro lugar do escalão feminino. Já na classificação geral, Ana Filipa Gomes alcançou o 50º lugar. Uma classificação que a triatleta assume “com muito orgulho no esforço e no empenho para alcançar este resultado”. A também campeã Ibérica de Triatlo em Média Distância deixa ainda os parabéns a todos os colegas que se propõem a este desafio, “como uma superação de muitas barreiras”.

3ª edição do Setúbal Triathlon superou recordes

Hugo Sousa, director-geral da HMS Sports, entidade organizadora do Setúbal Triathlon, felicita os últimos e os primeiros classificados com a mesma mensagem. “Parabéns e obrigado por terem vindo e por se terem superado. Porque, cada um à sua maneira tem os seus objectivos e supera-se a si próprio”.

Para Hugo Sousa, depois de 27 anos de triatlo, esta é a alma da modalidade. “Muitas vezes o que o último faz é ainda mais difícil do que aquilo que o primeiro classificado faz. O primeiro é um atleta federado que treina todos os dias. O último não treina todos os dias, faz a prova em 9h00 em vez de 4h00 e vem aqui fazer uma superação pessoal gigante”.

 


 

Setúbal Triathlon em Tempo e Números

 

800  Triatletas
12  Nacionalidades
593  Federados
207  Amadores
73  Mulheres
727  Homens
4h17 prova vencedor absoluto
1,9  quilómetros em braçadas
90  quilómetros sobre rodas
21  quilómetros em passo de corrida para a meta

Comentários

- Pub -