Presidente da Câmara corrige quantidade de combustível derramado de três toneladas para 250 Kg

31
visualizações
Nuno Mascarenhas, presidente da Câmara Municipal de Sines

O presidente da Câmara de Sines, Nuno Mascarenhas, actualizou hoje para cerca de 250 quilos a quantidade de hidrocarbonetos derramados no Terminal XXI do porto alentejano, corrigindo a indicação de três toneladas que inicialmente tinha avançado.

- Pub -

“Segundo informação da Protecção Civil, o valor aproximado do derrame deve rondar os 250 quilos”, disse o autarca, em declarações à agência Lusa, citando dados actualizados disponibilizados pela Administração dos Portos de Sines e do Algarve (APS).

Hoje de manhã, e também em declarações à Lusa, Nuno Mascarenhas tinha avançado que se tratava de um derrame para o mar envolvendo “cerca de três toneladas” de hidrocarbonetos, mas, agora, corrigiu esta informação.

De acordo com um comunicado da APS e da Protecção Civil Municipal de Sines, um “pequeno derrame” de combustível ocorreu no Terminal XXI do Porto de Sines, esta madrugada, durante “uma operação de fornecimento de bancas do navio ‘Bahia Tres’ ao navio ‘MSC Sandra’”.

Na nota, é ainda referido que, após o derrame, “foram colocadas barreiras, com vista à contenção e recolha do combustível derramado” no sentido de “minimizar o impacto do incidente na actividade portuária”.

O presidente da câmara confirmou à Lusa que o combustível derramado ficou contido na área do Terminal XXI “porque foram de imediato accionados os meios de contingência do Porto de Sines”.

Os trabalhos de limpeza do cais estavam a decorrer e “está em curso o processo de investigação liderado pela autoridade marítima e pelo Ministério Público”, acrescentaram a APS e o município.

A operação de contenção e limpeza está a ser acompanhada por elementos da protecção civil municipal de Sines.

Lusa

Comentários

- Pub -