Pobres animais!

40
visualizações
Francisco Ramalho – Ex-bancário, Corroios

Segundo aqui o nosso “O Setubalense/Diário da Região”, pela pena de Rogério Matos , edição de 26 do passado mês; os Centros de Recolha Oficial de Animais (CROA), vulgo canis, de Setúbal e Palmela assim como os restantes do país, estão sobrelotados. Informando ainda, conforme reportagem de Fátima Brinca, que cães vadios já atacaram cinco vezes o curral de um criador de ovelhas em Passarinhas, Palmela, provocando graves danos ao rebanho.

- Pub -

Muito provavelmente, casos como este, vão repetir-se por todo o país, porque o numero de cães ( e gatos) abandonados vai aumentar exponencialmente passando o mesmo a constituir um potencial problema de segurança e saúde pública.

Tudo isto era mais que previsível com a entrada em vigor( 23/9/18) da lei que proíbe, e bem, o abate de animais nos CROA e pelo facto de irresponsável, para dizermos  criminosamente, não se terem tomado medidas preventivas.

Evidentemente que num país que se quer civilizado, o abate de animais saudáveis (12.000 cães e gatos em 2017), também não era solução. Solução, seria terem-se construido e ampliado os CROA necessários, proceder-se a campanhas de  esterilização e de identificação (colocação de chips), de sensibilização para o não abandono e de cumprimento integral da lei. Ou seja, depois, punir-se o abandono e outros maus tratos.

Dos 308 Municípios nacionais , 128 ainda não têm sequer CROA. E a Associação Nacional de Municípios Portugueses, critica o Governo pelas escassas verbas atribuídas para esterilização , construção e ampliação de CROA. Por sua vez,  responsáveis governamentais da tutela, contrapõem que houve câmaras  que nem sequer se candidataram. Enfim, uma tristeza!Pobres animais!

Portanto, por questões de segurança, saúde pública e de moral,urge que os poderes  públicos, central e local, se entendam, e com as organizações de defesa e direitos dos animais e de veterinários, para que  se trate com a dignidade que merecem, os nossos fiéis e tão afetuoso amigos de 4 patas.

Do alto da sua estatura moral, Gandhi afirmou um dia: “A grandeza de uma nação pode ser julgada pelo modo como trata os seus animais”.

Comentários

- Pub -