Hospital do Outão vai passar para Setúbal

1003
visualizações

Projecto de alargamento do hospital passa de dois para quatro pisos e, além das novas urgências, vai acolher os serviços que estão no Outão. Investimento, aprovado agora pela ARSLVT, duplica de 7 para 14 milhões

 

- Pub -

 

O Centro Hospitalar de Setúbal, que inclui os hospitais de S. Bernardo e do Outão vai ficar totalmente concentrado na cidade, com a construção do novo edifício nos terrenos do hospital de Setúbal.

A decisão de transferir o Hospital Ortopédico Sant’Iago do Outão foi confirmada pela Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) que aprovou esta quarta-feira o projecto para a construção de um novo edifício de quatro pisos nos terrenos do Hospital de São Bernardo.

Este novo edifício vai acolher as novas urgências, como já estava previsto, mas passa a ter mais dois pisos – em vez de dois pisos serão quatro – para albergar também o Hospital do Outão.

O projecto aprovado agora prevê estacionamento na cave, urgências no rés-do-chão e os dois pisos superiores, piso 1 e 2, para as actuais valências do Outão.

Este novo projecto substitui o projecto inicial que previa apenas dois pisos (cave para estacionamento e piso zero para as novas urgências).

O custo do investimento aumenta de sete para 14 milhões de euros.

 

Obras na cardiologia concluídas no próximo mês

 

Entretanto, as obras em curso no Hospital de Setúbal, de renovação do espaço de técnicas cardiológicas, estão, de acordo com a ARSLVT em fase de conclusão, prevendo-se que terminem “no máximo dentro de um mês”.

O investimento de 400 mil euros, nesta remodelação é considerado importante tendo em conta que o Hospital de S. Bernardo é a unidade de referencia da região nesta especialidade, dispondo, inclusive, de uma sala de hemodinâmica.

A renovação e reequipamento do Centro Hospitalar de Setúbal passou também, recentemente, pelo investimento de dois milhões de euros no parque informático. Na renovação informática, comparticipada por fundos europeus, foram aplicados 600 mil euros no bloco operatório.

 

Comentários

- Pub -