IPS traz especialistas a debater construção e reabilitação

40
visualizações

As novas tecnologias de apoio ao desenvolvimento de processos mais sustentáveis, a economia circular na construção e os atuais desafios do ensino da Engenharia Civil vão estar em cima da mesa em mais umas jornadas promovidas pelo IPS para este sector

 

- Pub -

 

 

A “Construção e Reabilitação: Que futuro?” é o centro de debate das Jornadas de Engenharia Civil que vão decorrer na Escola Superior de Tecnologia do Barreiro do Instituto Politécnico de Setúbal, entidade organizadora, precisamente de hoje a uma semana, onde vão estar dos mais reputados especialistas nacionais do setor.

Neste dia 27, a partir das 9h15, vão estar quatro painéis de discussão, que contam com o contributo de 14 oradores, com o intuito de “promover o debate em torno de questões como as novas tecnologias de apoio ao desenvolvimento de processos mais sustentáveis, a economia circular na construção e os atuais desafios do ensino da Engenharia Civil”, avança a organização.

Estas jornadas “revestem-se de particular interesse para todos os agentes e profissionais do sector, entre entidades promotoras, autarquias, empresas municipais, entidades e empresas privadas, técnicos e também estudantes da área”.

No primeiro painel, sob o tema “Mudança de paradigma?”, estão previstas as intervenções de José Delgado, da Ordem dos Engenheiros Técnicos, Pedro Pereira, administrador da TPF, uma das principais empresas de engenharia portuguesas, e de Eduardo Júlio, administrador da Fundiestamo – Sociedade Gestora de Fundos de Investimento Imobiliário.

Para refletir sobre “Construção e Reabilitação Sustentáveis”, vão estar Hélder Gonçalves, investigador do Laboratório Nacional de Energia e Geologia, Luísa Magalhães, diretora executiva da Associação Smart Waste Portugal, e Manuel Pinheiro, investigador na área da Construção Sustentável e Gestão Ambiental, do Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa.

O período da tarde, com início pelas 14h15, arranca com a temática “Construção e reabilitação na era digital”, contando com as reflexões dos investigadores António Aguiar Costa, do IST-UL, Maria João Henriques, do Laboratório Nacional de Engenharia Civil e Miguel Azenha, da Universidade do Minho, para além de Pedro Santos, fundador da empresa de Engenharia Civil e Arquitetura, FVPS e iDEA!Lab.

Finalmente, “O ensino da Engenharia Civil” concentra os últimos quatro oradores das jornadas, nomeadamente Joaquim Poças Martins, da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, Gustavo Alves, da Sociedade Portuguesa para a Educação em Engenharia, Bárbara Gabriel, da Universidade de Aveiro, e José Miguel Maurício, presidente da Federação Nacional de Estudantes de Engenharia Civil.

Comentários

- Pub -