Amora ganhou, Olímpico empatou e Pinhalnovense perdeu

20
visualizações

Uma vitória, um empate e uma derrota foram os resultados obtidos pelas equipas da região no Campeonato de Portugal. A vitória foi alcançada pelo Amora sobre o Angrense (3-1), o empate obtido em Moura pelo Olímpico (2-2) e a derrota sofrida em Massamá pelo Pinhalnovense (3-0).

- Pub -

No Estádio da Medideira, o Amora vingou a derrota sofrida no jogo da primeira volta derrotando o Angrense por 3-1, num jogo que foi inteiramente dominado por si, embora os açorianos numa ou outra situação ainda tenham causado algum incómodo.

A equipa orientada por Pedro Russiano colocou-se em vantagem aos 20 minutos com um golo marcado por Jussane na sequência de um pontapé de canto cobrado do lado direito do seu ataque por Luís Elói. O avançado do Amora elevou-se na grande área entre a defensiva contrária e cabeceou para o fundo da baliza, abrindo assim o activo. A vantagem seria depois aumentada por Joca que apareceu na grande área a rematar de primeira, a bola ainda bateu na barra ma ressaltou para dentro da baliza da equipa açoriana que foi para o intervalo a perder por 2-0.

Na segunda parte o domínio continuou a pertencer ao Amora que viu a bola ser devolvida pela barra da baliza adversária por duas vezes, aos 50 minutos num cabeceamento de Luís Elói e aos 55 num remate em jeito de Jussane, que pouco tempo depois (69’9 fez o 3-0. A equipa açoriana fez algumas alterações mas o melhor que conseguiu foi fazer o seu golo de honra, por Pedro Aguiar (73’).

Com esta vitória o Amora reforçou a sua candidatura ao segundo lugar que dá acesso ao play-off de promoção.

Olímpico desperdiça penalti

O Olímpico do Montijo foi a Moura empatar a duas bolas mas perdeu uma excelente oportunidade para regressar a casa com os três pontos da vitória porque desperdiçou um pontapé de penalti no último lance da partida.

O jogo era de extrema importância para a equipa alentejana que se encontra envolvido na luta pela permanência e aos nove minutos colocou-se na frente do marcador com um golo de Erico Júnior. O Olímpico respondeu por Isaac que empatou aos 28 minutos e o resultado manteve-se assim até ao intervalo.

Na segunda parte Kainã colocou o Moura de novo na frente (72’) mas o melhor e o pior estava marcado para os instantes finais da partida com Hélio Roque a empatar (90+2’) e depois Beto (90+5’) a não aproveitar o penalti para chegar à vitória. Resumindo e concluindo, foi um empate que soube a pouco.

Pinhalnovense perdulário

Na sua deslocação a Massamá o Pinhalnovense não conseguiu evitar a derrota no jogo que disputou com o Real, que reparte o segundo lugar da tabela classificativa com o Oriental.

A equipa de Pinhal Novo entrou muito bem na partida e nos primeiros minutos criou três boas ocasiões para marcar, sendo uma delas anulada superiormente pelo guarda-redes adversário. O Real, a partir sensivelmente dos 15 minutos equilibrou a partida e aos 33 Filipe Andrade marcou aquele que seria o primeiro golo da sua equipa e também o primeiro da sua conta pessoal.

Na segunda parte o mesmo jogador marcou por mais duas vezes, fazendo assim um hat-trick que ditou a derrota do Pinhalnovense que foi bastante perdulário ao longo do encontro.

Comentários

- Pub -