Javalis ameaçam Serra da Arrábida e estão de volta à praia

296
visualizações
Os javalis perderam o medo das pessoas e invadem as esplanadas da Arrábida

O excesso de javalis está a ser visto como um risco para a Serra da Arrábida e para a saúde pública. O problema tem surgido nos últimos anos e carece de fortes medidas de contenção. Já foi pedida a intervenção da Direcção-geral da Alimentação e Veterinária

- Pub -

À beira de começarem os dias quentes e volta a surgir a preocupação nas praias de Setúbal com os javalis que descem a Serra da Arrábida na procura de se alimentarem nos caixotes de lixo e restos de comida que encontram no areal. Durante a noite a sua movimentação é maior, mas, cada vez mais, aparecem durante o dia.

O primeiro sinal este ano, daquilo a que alguns chamam de praga, foi ontem transmitido pela SIC, no Primeiro Jornal, com os javalis, sem qualquer receio, a entrarem na esplanada de um dos restaurantes de praia.

Ao que parece estes animais selvagens não têm medo das pessoas e, aos poucos, as pessoas também deixam de os recear. O problema é que estes animais “transportam doença que podem ser graves para os seres humanos”, diz Joaquim Ferreira, proprietário de um dos restaurantes na zona. São doenças como a tuberculose, a triquinose ou, a ainda mais grave, peste suína africana.

A preocupação que o numerário de javalis fique incontrolável, levou o CDS-PP a apresentar na Assembleia da República medidas legislativas, ou outras, para “com urgência, delinear estratégias para a elaboração de um plano ágil de redução e controlo a longo prazo da população de javalis em território nacional, de acordo com a legislação ambiental nacional e da União Europeia, incluindo os requisitos de proteção da natureza”. A isto acrescentam que o Governo mande fazer um estudo sobre a densidade desta espécie no território nacional, através do Centro de Competências para o Estudo, Gestão e Sustentabilidade das Espécies Cinegéticas e Biodiversidade.

O receio de que se esteja mesmo perante uma praga de javalis já motivou agricultores e caçadores a pedir à Direcção-geral da Alimentação e Veterinária que tome medidas preventivas para controlar esta espécie na Arrábida, alegando o perigo para saúde pública, que esta representa.

No Verão do ano passado os javalis desceram à Praia do Creiro na procura de se alimentarem. Para evitar este comportamento, a Câmara de Setúbal mandou colocar doze caixotes de lixo feitos de material resistente. A operação foi feita depois de sinalização do Clube da Arrábida, e consta do plano de acção para o controlo da população de javali no Parque Natural da Arrábida. Mas, ao que parece, os javalis não pensam desistir de descer a serra.

 

Comentários

- Pub -