Dragados do Sado não vão para a Restinga (rectificação)

112
visualizações

APSS garante aos pescadores de Setúbal que as areias das dragagens não serão depositadas no local do TUPEM 5 que tem dado polémica

 

- Pub -

A presidente da Administração do Porto de Setúbal e Sesimbra (APSS), Lídia Sequeira, reuniu hoje com a Bilvalmar – associação que representa dezenas de pescadores de bivalves, tendo deixado a garantia que os dragados não serão depositados na zona da Restinga, frente ao Soltróia, no Sado.

Neste encontro era para estar também presente Ricardo Santos da Sesibal-Cooperativa de Pesca de Setúbal, Sesimbra e Sines, mas não esteve disponível, pelo que irá reunir com a APSS na próxima terça-feira.

A reunião foi comentada na reunião de Câmara de Setúbal desta quarta-feira, mas nem a presidente da autarquia, Maria das Dores Meira, nem os vereadores mostraram ter conhecimento deste encontro entre a responsável da APSS.

O único cometário que se ouviu da parte da presidente da Câmara de Setúbal, e que lhe foi transmitido por um seu assessor, foi que a reunião “correu bem”. O assunto dos dragados no Estuário do Sado chegou a ser indicado numa moção apresentada pelo PSD, incluída na ordem de trabalhos da sessão de Câmara, onde requeria a intervenção do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, mas ao se saber da reunião, mas não concretamente do conteúdo da mesma, o documento foi retirado.

Comentários

- Pub -