Pequenada sensibilizada para boas práticas ambientais

20
visualizações

Câmara Municipal promoveu iniciativa ao longo do mês de Janeiro dirigida aos alunos de vários agrupamentos de escolas

 

- Pub -

“O Lixo não é culpado. Culpado é quem o abandona. Não seja cúmplice” serviu de mote à campanha de educação e sensibilização ambiental que a Câmara Municipal de Santiago do Cacém promoveu ao longo de Janeiro. A iniciativa juntou “técnicos especializados que transmitiram aos alunos das escolas dos agrupamentos de Santiago do Cacém, Santo André, Arménio Lança (Alvalade) e Cercal do Alentejo o correcto acondicionamento e deposição de resíduos”, revela a autarquia.

Cada criança, salienta o município, “recebeu um Manual de Sabedoria Ambiental, um íman com os contactos dos serviços municipais para procedimento no encaminhamento correcto dos resíduos e um porta-lápis com o formato de contentor de lixo”, como forma de assinalar a campanha, cuja primeira fase decorreu a 14 e 15 de Dezembro nos supermercados e mercados de Santiago do Cacém e Santo André. Nessa primeira fase nas superfícies comerciais, “num contacto directo com os consumidores/produtores, dois animadores apelaram à redução da produção bem como ao devido acondicionamento e encaminhamento de resíduos” lembra a autarquia.

Sensibilizar a população do concelho relativamente à separação e destino final dos resíduos produzidos, designadamente no que respeita ao devido acondicionamento e depósito de resíduos nos contentores foi um dos vários objectivos da iniciativa, explica a edilidade. As outras metas propostas com a promoção da campanha passavam por “reduzir os quantitativos de resíduos indiferenciados, promovendo a separação de fluxos de resíduos tais como verdes, monstros e resíduos de construção e demolição, informando para as soluções disponibilizadas pelos serviços municipais para o efeito; educar as crianças para as boas práticas em matéria de gestão de resíduos e fazer delas um vínculo de informação às famílias; e mostrar a importância da colaboração e participação na correcta deposição de resíduos e a necessidade de alteração de comportamentos”.

A iniciativa contemplou ainda a aplicação de autocolantes nos contentores de indiferenciados, com a informação, de forma apelativa, do devido acondicionamento e encaminhamento de resíduos.

A concretização da campanha, sublinha a autarquia a concluir, “esteve a cargo da empresa SUMA – Serviços Urbanos e Meio Ambiente S.A.”, experiente em matéria de gestão de resíduos.

Comentários

- Pub -