Município compra terreno para estacionamento de autocarros

66
visualizações

“O segredo é a alma do negócio” é o lema do presidente Álvaro Amaro quando confrontado sobre a transferência de serviços municipais para o edifício de uma unidade bancária

 

- Pub -

Na primeira sessão da autarquia deste ano, a vereadora socialista Mara Rebelo, pediu explicações ao presidente do executivo sobre a eventual mudança de serviços municipais, a funcionarem no antigo hospital da Misericórdia, para uma unidade bancária no Largo de S. João.

Álvaro Amaro negou tal situação alegando que a Câmara está atenta a imóveis devolutos, não só em Palmela, mas também no Pinhal Novo, que possam interessar ao município. O autarca já tinha manifestado a intenção de comprar dois lotes de terreno na Quinta do Anjo para serem utilizados para paragem de autocarros e parque de estacionamento.

Depois de alguns meses de negociações entre a Câmara de Palmela e a entidade bancária, os lotes de terreno foram adquiridos pelo município pelo montante de 100 mil euros.

Os terrenos que irão melhorar a segurança rodoviária no local onde o trânsito sofria graves condicionamentos, serão utilizados para a relocalização das duas paragens de autocarros, na Rua Venâncio da Costa Lima, junto ao mercado municipal, à beira da EN 379-1, na Quinta do Anjo.

Para além das paragens será criado um espaço de estacionamento, que permitirá melhor acesso ao comércio local e ao mercado municipal.

As negociações para aquisição dos terrenos foram longas, e movimentaram esforços redobrados da Câmara de Palmela e da Junta de Freguesia de Quinta do Anjo.

O presidente Álvaro Amaro revelou que “vamos dar início à execução dos trabalhos de limpeza nos respetivos terrenos enquanto se elabora o procedimento para o projecto”.

Os problemas de segurança eram frequentes porque nesta zona localiza-se o Centro Social de Quinta do Anjo e o Centro de Dia para Idosos, que causavam enormes constrangimentos de trânsito.

Comentários

- Pub -