Primeira derrota do Amora em casa na estreia dos novos reforços

17
visualizações

O Amora, quinto classificado na Série D do Campeonato de Portugal, estreou no passado domingo na partida que disputou com o 1.º Dezembro dois novos jogadores, tendo um alinhado de início e o outro entrado aos 60 minutos.

- Pub -

Leo Tomé, médio, de 32 anos, que representava o Loures por quem disputou 12 jogos no Campeonato de Portugal, alinhou de início e jogou durante todo o encontro. No seu curriculum, o jogador que conta com duas subidas à II Liga, pelo Mafra em 2014/2015 e Farense na época de 2017/2018, representou também o Louletano, Campinense, Almancilense, Ferreiras e Marítimo Olhanense.

O outro reforço que foi opção de Pedro Russiano para os últimos 30 minutos do jogo contra a equipa de Sintra é Christophe Nduwarugira, médio de 24 anos, internacional A pela selecção A do Burundi, que nas duas épocas transactas representou o União da Madeira por empréstimo do Clube do Chibuto (Moçambique).

Os dois jogadores acabaram por não ser felizes no jogo de estreia pelos azuis da Medideira que sofreram neste encontro a quinta derrota no campeonato e a primeira consentida em casa, que deixa a equipa um pouco mais longe do objectivo mas ainda com hipóteses de lá chegar.

 

Dia 8 de Fevereiro há Assembleia Geral

 

Ainda no que respeita ao Amora será de referir a marcação de uma Assembleia Geral a realizar na sala dos presidentes, no Estádio da Medideira, pelas 20h30m do dia 8 de Fevereiro.

Na reunião magna, para a qual estão convidados todos os associados, serão prestadas informações sobre as obras do Centro de Treinos do Serrado, do novo estádio, sobre o futebol juvenil, SAD, protocolo com as Construções Norte Sul e Câmara Municipal do Seixal e livro do centenário.

Durante a sessão será apresentada para votação a proposta da dação em pagamento às Construções Norte Sul de uma parcela de terreno com a área de 7.360 m2 a desanexar do prédio propriedade ao Amora Futebol Clube descrito na Conservatória do registo Predial da Amora para pagamento da quantia exequenda no Processo 2.981/14.8T8ALM, ficando mandatados os Presidentes da Direcção, do Conselho Fiscal e da Mesa da Assembleia Geral para outorgarem, em nome e em representação do Amora Futebol Clube, a escritura ou contrato. Por fim serão também abordadas as estratégias para o futuro do Amora Futebol Clube.

Comentários

- Pub -