Capitão Sandro comanda Vitória após saída de Lito Vidigal

17
visualizações

Actual director desportivo estreia-se quarta-feira à frente da equipa técnica com o Sporting

 

- Pub -

O Vitória FC e o treinador Lito Vidigal chegaram na sexta-feira a acordo para rescindirem o contrato que unia ambas as partes. Desde esse dia vários nomes têm sido associados pela imprensa desportiva como hipóteses para o emblema sadino [n.d.r.: César Peixoto, Leonel Pontes, Jorge Simão e Jorge Costa são exemplos disso], mas, para já, a única certeza que existe é que a equipa será quarta-feira, no Bonfim, frente ao Sporting, orientada por Sandro Mendes.

Além de orientar a equipa com os leões na 19.ª jornada da I Liga, o ex-capitão e actual director desportivo do clube, de 41 anos, deverá também, devido à proximidade entre os jogos, estar ao leme na partida de domingo no reduto do Nacional, que se realiza apenas quatro dias depois do duelo com os sportinguistas, que anteontem conquistaram a Taça da Liga ao vencerem, no desempate através da marca de grandes penalidades, o FC Porto.

A iniciativa de precipitar o final da ligação entre Lito Vidigal e o Vitória, que tinha previsto um vínculo de duas épocas, partiu do próprio treinador, que, depois de orientar a sessão de trabalho matinal na sexta-feira, solicitou uma reunião com o presidente Vítor Hugo Valente. O dirigente não colocou entraves à saída do técnico que, após a desvinculação, já foi associado ao Al-Faisaly (Arábia Saudita) e Boavista.

A saída de Lito Vidigal, que após um bom arranque de campeonato já vinha sendo contestado pelos adeptos por a equipa estar a atravessar uma má fase (já levam nove jogos oficiais sem vencer), apanhou de surpresa muitos dos responsáveis sadinos. Recorde-se que à 11.ª jornada, o Vitória ocupava a sétima posição do campeonato (com 17 pontos) e agora, volvidas sete jornadas, caiu para a 13.ª posição com 19 pontos, apenas quatro acima dos lugares de descida.

Comentários

- Pub -