Meyong foi o herói sadino no último triunfo sobre os leões

14
visualizações

Último triunfo no campeonato remonta a 2012. Em 2017, Sporting (na Taça da Liga) também caiu no Bonfim

 

- Pub -

Ao invés do Sporting, que está neste momento apenas focado na final da Taça da Liga que discute amanhã diante do FC Porto, o Vitória FC já prepara com afinco a recepção de quarta-feira, 30 de Janeiro,  às 19 horas, frente aos leões. Os sadinos, que ontem de tarde continuaram em Palmela a treinar a estratégia a colocar em prática no Bonfim, vão tentar quebrar um jejum de mais de seis anos sem vencer os lisboetas em partidas do campeonato. O camaronês Meyong desempenhou na altura o papel de herói.

A 4 de Novembro de 2012, em partida da oitava jornada, os comandados de José Mota levaram a melhor sobre o Sporting que na altura estreou o belga Franky Vercauteren no comando técnico. Pedro Santos e Meyong, actual adjunto de Lito Vidigal nos sadinos, agora com 38 anos de idade, fizeram os golos que permitiram aos vitorianos celebrar a conquista dos três pontos, enquanto o venezuelano Jeffrén Suárez fez o tento leonino.

Desde essa partida de boa memória na temporada 2012/13, o melhor que o Vitória conseguiu em encontros em Setúbal a contar para a I Liga com os leões foram duas igualdades: 2-2 em 2013/14 (golos de Rafael Martins e Ricardo Horta) e 1-1 na época passada com o golo do empate a ser apontado pelo avançado Edinho, de grande penalidade, já em tempo de compensação.

Antes de 2017/18, os triunfos tinham sorrido aos sportinguistas: 0-3 (2016/17), 0-6 (2015/16) e 1-2 (2014/15). Pelo meio dos duelos entre os clubes no Bonfim, os adeptos do Vitória guardam um momento marcante por lhe ter proporcionado o apuramento para a final-four da Taça da Liga de 2016/17. A 4 de Janeiro de 2017, Frederico Venâncio e Edinho (mais uma vez com um penálti marcado em tempo de compensação) fizeram os golos do triunfo, por 2-1.

Nessa partida de há dois anos, os setubalenses, então comandados por José Couceiro, actuaram com alguns dos jogadores que compõem o actual plantel: Vasco Ferandes, Nuno Pinto [recupera de doença] e Mikel Agu foram titulares, enquanto André Pedrosa foi suplente não utilizado na equipa que assegurou com esse Êxito o primeiro lugar do grupo A da competição.

Apesar de o Sporting, 4.º classificado com 38 pontos na tabela classificativa, ser favorito para o confronto de quarta-feira, os vitorianos, 13.º (19 pontos), vêm neste jogo uma oportunidade para, depois de sete jornadas sem vencerem no campeonato, reencontrarem-se com os triunfos. Sem direito a folga no fim-de-semana, a equipa volta hoje a treinar. De fora na partida com o Sporting vão estar os castigados Gustavo Cascardo, José Semedo e Éber Bessa.

Entretanto, depois de oficializarem as contratações do defesa Sílvio e do extremo Kigi, os responsáveis vitorianos continuam a envidar esforços para reforçar o plante de Lito Vidigal no mercado de Inverno. Ao que que sabemos, as posições que o clube pretende preencher são as de guarda-redes e defesa-central, não significando isto que não possam chegar ainda jogadores para outras posições.

Novo PER pode avançar em breve

O Vitória FC pode nos próximos dias ver aprovado um novo Processo Especial de Revitalização (PER). A possibilidade de se vir a confirmar a notícia deve-se ao facto de na passada segunda-feira (21 de Janeiro) o Tribunal de Setúbal ter nomeado um administrador judicial provisório, facto que indicia que pode estar para breve a aprovação de um novo plano para pagar aos credores do clube.

O Setubalense – Diário da Região apurou que o facto de um novo PER ser aceite pelo Tribunal não quer dizer automaticamente que este seja aprovado porque tem de se chegar a acordo com os credores, sendo certo que a maior fatia de crédito da dívida pertence às Finanças e à Segurança Social. Caso se venha a confirmar o novo PER, a administração da SAD liderada por Vítor Hugo Valente ganha tempo para organizar as contas para resolver as situações que têm pendentes.

Comentários

- Pub -