Terceiro dia de vandalismo em Setúbal com autocarro incendiado

263
visualizações

Autocarro dos TST que estava estacionado na praceta ao lado da Igreja Nossa Senhora da Conceição, na Tetra, em frente às bombas de Gasolina, ficou completamente destruído

Um autocarro das carreiras urbanas de Setúbal dos Transportes Sul do Tejo (TST) ficou completamente destruído, depois de ter sido incendiado esta noite, por volta das duas horas da manhã, em mais um dia de vandalismo na cidade, no seguimento dos acontecimentos no Bairro da Jamaica.

- Pub -

A polícia detectou autocarro a arder pelas 02:35, junto à Avenida Bento de Jesus Caraça, mais concretamente na Praceta ao lado da Igreja Paroquial de Nossa Senhora da Anunciada.

A PSP deteve três pessoas, entre os quais dois menores, que foram libertados, pela menoridade. O terceiro detido, maior, vai ser presente a juiz para determinação das medidas de coacção.

A polícia ainda está a investigar se estão ou não relacionadas com o incidente do autocarro.

Três dezenas de caixotes do lixo e ecopontos foram incendiados durante a noite de hoje em toda a área do Comando Metropolitano de Lisboa (COMETLIS), com especial incidência no concelho de Sintra, revelou a PSP.

De acordo com a mesma fonte, não foi registado na área de actuação do COMETLIS qualquer caso de viaturas incendiadas.

As últimas noites têm sido marcadas por diversos atos de vandalismo na Área Metropolitana de Lisboa e em Setúbal.

Estes actos começaram depois de uma manifestação, na segunda-feira, em Lisboa, contra a violência policial, após uma intervenção da PSP no bairro da Jamaica, no Seixal (Setúbal), no domingo, que resultou em incidentes entre os moradores e a polícia que provocaram cinco feridos civis e um agente.

Num comunicado anterior, a PSP esclareceu que “nada indicia, até ao momento, que [estes incidentes] estejam associados à manifestação” de protesto que decorreu na segunda-feira, em frente ao Ministério da Administração Interna.

Após a manifestação de segunda-feira em Lisboa, quatro pessoas foram detidas na sequência do apedrejamento de elementos da PSP por participantes no protesto.

O Ministério Público e a PSP abriram inquéritos aos incidentes no bairro da Jamaica.

Entretanto, a PSP reforçou nos últimos dias o policiamento na Bela Vista, em Setúbal, e em algumas zonas dos concelhos de Loures, Odivelas e Sintra (distrito de Lisboa), após os incidentes registados com o lançamento de “cocktails Molotov” contra uma esquadra e o incêndio de caixotes do lixo, ecopontos e de várias viaturas.

Comentários

- Pub -