Danilo Ferreira leva Portugal à conquista do Europeu

15
visualizações

Selecionador nacional da equipa de andebol em cadeira de rodas levou o grupo à conquista do Europeu, vencendo a Croácia no jogo decisivo por 20-7. Depois de duas finais perdidas, o triunfo finalmente sorriu aos portugueses

 

- Pub -

Danilo Ferreira, treinador de andebol no Vitória e no Naval, sagrou-se campeão europeu da modalidade em cadeira de rodas, levando a equipa lusa à conquista da terceira edição do Torneio Europeu que decorreu em Leiria durante os dias 1 e 2 deste mês.

No jogo decisivo, Portugal não deu hipótese à congénere croata e venceu por uns expressivos 20-7, repetindo a vitória da fase de grupos, na qual triunfou por 18-15. Nos outros dois encontros realizados ao longo do torneio, a turma lusa venceu a Holanda (12-9) e Hungria (14-3), tendo saído vitoriosa em todas as partidas disputadas. Destaque ainda para o prémio individual entregue a Ricardo Queirós, que foi eleito o melhor jogador da prova.

“Desportivamente, este título é o coroar do trabalho que tem sido feito desde o início do projeto Andebol4All em 2009. Nós perseguíamos este título desde a primeira edição, na qual fomos finalistas derrotados, assim como na segunda edição, mas sinceramente valeu a pena conseguirmos finalmente vencer em nossa casa, com o nosso público, que foi fantástico. Quero agradecer também aos meus atletas, que foram exemplares a todos os níveis, dentro e fora do campo. É para mim um privilégio e um orgulho poder ser o líder desta Seleção. Espero que este resultado sirva de impulso a nível nacional para o andebol em cadeira de rodas”, disse o técnico em declarações à RTP após a vitória.

A conquista valeu também uma mensagem por parte de Marcelo Rebelo de Sousa, que saudou o “exemplo de integração pelo desporto” e felicitou todos os intervenientes. “Numa feliz coincidência, na véspera do Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, a Seleção Nacional de andebol em cadeira de rodas sagra-se campeã europeia da modalidade”, lembrou o Presidente da República numa nota publicada no site da presidência.

Comentários

- Pub -