BEIRA MAR DE ALMADA: Jogo com o Banheirense começou com uma hora e vinte minutos de atraso

14
visualizações

Uma das balizas tinha menos dois centímetros que a outra. Com o recurso a um macaco hidráulico tudo se resolveu e o jogo só começou às 16h20m, quando deveria ter o seu início às 15 horas.

 

- Pub -

A 7.ª jornada do Campeonato Distrital da 1.ª Divisão ficou marcada por um caso ocorrido no campo de jogos do Beira Mar Atlético Clube de Almada que impediu que o encontro com o Banheirense começasse, como estava previsto, às 15 horas. A situação teve a ver com a medida das balizas. O Banheirense alertou o árbitro para a eventualidade de não terem as mesmas medidas. Feita a verificação constatou-se que havia uma diferença de dois centímetros, facto que poderia inviabilizar a realização do encontro.

Feita uma análise ao problema, os dirigentes do Beira Mar de Almada prontificaram-se de imediato a resolvê-lo precisando naturalmente de tempo para isso. Cerca de uma hora depois o problema estava resolvido mas o jogo só começou por volta das 16h20m porque o árbitro do encontro só autorizou o aquecimento dos jogadores depois de estar tudo devidamente em ordem.

Rui Bicho, presidente do Beira Mar de Almada, contou ao nosso jornal que “o Banheirense obrigou o árbitro a medir as balizas verificando-se então que havia uma diferença de dois centímetros, numa delas. Fica a ideia que o Banheirense provavelmente queria ganhar o jogo na secretaria, à semelhança de uma ocorrência registada a época passada num jogo em Sines, mas nós prontificámo-nos de imediato a resolver o problema. Tivemos que ir buscar um macaco hidráulico para puxar os tubos da baliza que entram pela relva dentro, devido à natural compactação das terras causada pelo tempo. E, depois de tudo resolvido o jogo teve então o seu início”.

Comentários

- Pub -