Repsol Polímeros entre as cinco maiores empresas da região

20
visualizações

Maior empresa química portuguesa emprega directamente 500 pessoas e investe 20 milhões por ano

 

- Pub -

A Repsol Polímeros SA, a maior empresa química portuguesa e uma das dez maiores exportadoras nacionais, ocupa a quarta posição do ranking das 500 maiores empresas do distrito de setúbal.

É uma das grandes empresas da região com relevante impacto económico e social. É um gerador de emprego qualificado a nível regional empregando directamente cerca de 500 colaboradores e indirectamente cerca de 1.000. A empresa é também um grande investidor nacional, com mais de 600 milhões em activos e investimentos anuais superiores a 20 milhões de euros.

Do seu impacto social destacamos o foco na capacitação profissional, em linha com a agenda global das Nações Unidas, objectivo 4 do desenvolvimento sustentável, o ensino de qualidade, através de parcerias com o IEFP e a ETLA, formando através de cursos OPUI (operadores profissionais de unidades industriais) jovens qualificados para operadores industriais.

A Repsol Polímeros produz anualmente cerca de um milhão de toneladas de olefinas e poliolefinas, que exporta para mais de 60 países. A Repsol fabrica e comercializa uma ampla variedade de produtos químicos, abrangendo a petroquímica básica e a derivada.

Na petroquímica básica, os principais produtos são o etileno e o propileno, mas também são produzidos outros químicos, nomeadamente butadieno, gasolina de pirólise e fuelóleo de pirólise.

No que respeita à química derivada, são produzidas três famílias de produtos: os polietilenos de alta, baixa densidade e copolímeros de etileno butil acrilato. Dentro de cada família fabricam-se diferentes graus, de modo a irmos ao encontro das necessidades dos clientes. No total, ao longo do ano produzem-se mais de 50 diferentes graus de polímeros que depois são utilizados pela indústria transformadora para os converter em produtos plásticos finais, como garrafas, tampas, embalagens, tubagem, redes (fibras), cabos, etc.

No que se refere às matérias-primas, utilizamos a Nafta e o GPL. A Nafta é uma fração leve, obtida da refinação do petróleo, que chega por barco das refinarias da Repsol ou diretamente da refinaria de Sines, através de oleoduto. Os gases de petróleo liquefeito (GPL), são importados de qualquer parte do mundo.

O polietileno é o produto mais importante obtido no Complexo de Sines. É um material flexível, resistente, leve, impermeável e que possui uma grande estabilidade química e dimensional. É um material fácil de esterilizar e de manipular, tem uma grande capacidade de elasticidade e pode ser reciclado e reutilizado facilmente.

O foco da Repsol Polímeros está em conduzir as suas operações com total respeito pelo ambiente, garantindo também a segurança de todas as pessoas e das instalações, fornecendo produtos de elevado valor acrescentado.

“Na Repsol fomentamos uma cultura orientada para o desenvolvimento de comportamentos seguros, promovendo uma consciencialização dos nossos colaboradores e de todos os que trabalham sob a sua responsabilidade, orientada para a prevenção da ocorrência de situações de risco.”, refere a empresa.

“Os nossos planos de ação são amplos e variados e o investimento na melhoria e reforço da segurança e do ambiente representam cerca de 40% do total dos nossos investimentos, que anualmente são superiores a 20 milhões de euros.”, acrescenta.

Uma das principais medidas adoptadas pela Repsol foi o desenvolvimento de uma estratégia de gestão integrada juntamente com outros complexos industriais da empresa em todo o mundo (cinco em Espanha e um no Peru), de forma a promover as melhores práticas e criar sinergias. Assim sendo, a Repsol dispõe de departamentos corporativos dedicados à promoção da segurança e do ambiente, que olham simultaneamente para os sete complexos de maneira a garantir as melhores práticas, os investimentos mais eficientes, a formação e o treino necessários a todas as equipas, os critérios homogéneos e os objetivos de desempenho mais exigentes que os nossos concorrentes. “Esta é a nossa grande mais-valia; fazermos parte de um conjunto de complexos industriais que nos ajuda a melhorar, aprender e a crescer de forma sustentada.”, sublinha a Repsol Polímeros.

“O sector está em transformação e na Repsol estamos empenhados nessa transformação, na economia circular, na inovação e na competitividade”, conclui.

Voltar às 500 Maiores Empresas

Comentários

- Pub -