Grupo rebola aposta no crescimento

14
visualizações

De Sesimbra a Alcácer do Sal o grupo rebola tem nove postos de abastecimento no distrito. Ultrapassou as grandes crises de mercado e agora está lançado na aposta de continuar a crescer

 

- Pub -

Com nove postos de abastecimento no distrito de Setúbal, o Grupo Rebola é uma das maiores organizações do sector neste espaço geográfico. Composto pela empresa Rebola & Filho, Lda. e Blacktarget, Lda – a primeira com três postos e a segunda com seis – a marca está posicionada no mercado com dois postos de abastecimento no Barreiro, dois em Setúbal, dois em Alcácer do Sal, um em Sesimbra, outro em Alcochete e mais um em Fernão Ferro.

O que começou como uma empresa criada pelo sonho de um homem, veio a transformar-se num Grupo que soube ultrapassar crises económicas mundiais e nacionais, investiu e, por vezes, teve de se redimensionar até voltar em força ao mercado. Neste momento prepara novo crescimento.

Fundada em 1981, a Rebola & Filho, Lda. surge quando um choque petrolífero fustigava a economia mundial. Para o seu sócio fundador, Joaquim António Rebola, este momento de crise foi um sinal de oportunidade para criar uma empresa de revenda de combustíveis, lubrificantes e seus derivados. Mais ainda porque no concelho do Barreiro havia deficit de oferta neste sector.

Analisados os pontos positivos e negativos para a instalação de um posto de abastecimento num município onde existia o segundo maior parque automóvel do país, foi apurado que havia interesse da autarquia para que este ficasse em terreno público, e que o projecto tinha captado o interesse e confiança da Petrogal. Então avançou-se com a obra.

Com esta a decorrer houve que ultrapassar alguns contratempos mas, a 4 de Agosto de 1982 a empresa então em nome individual abria com três trabalhadores e um horário das 07h00 às 24h00.

Apesar da localização não ser a ideal para o negócio e com apenas duas ilhas para abastecimento, no final desse ano o posto tinha vendido 1,4 milhões de litros. No final de 1983 a transacção passou para os 2,4 milhões de litros e “sentíamos que estávamos estrangulados, sendo urgente aumentar a capacidade de armazenagem e abastecimento”, refere o departamento de comunicação do Grupo Rebola.

Assim, em 1984 a Petrogal investiu, às suas expensas, em mais um tanque de maior capacidade e instalou uma terceira ilha só para viaturas diesel, tendo a gerência aumentado o horário e funcionamento e estabelecendo a abertura às 06h00 e o fecho às 01h00.

Em 1986 é constituída a firma Rebola & Filho, Lda, de caris familiar, sendo constituída por três sócios: o sócio fundador, Joaquim António Rebola, a esposa Maria Joana Avó e o filho Manuel José Avó Rebola.

Nos anos seguintes as vendas continuaram a subir, e “tivemos sempre a Petrogal ao nosso lado investindo em consonância com os resultados alcançados”.

Até 1990 as vendas atingiram os 4 milhões de litros anuais, e os equipamentos existentes foram substituídos por novas unidades, permitindo “um melhor desempenho e dando uma maior motivação aos sete trabalhadores da empresa”.

O posto de abastecimento foi totalmente remodelado tendo sido colocada um pala de cobertura. Também os equipamentos de abastecimento foram substituídos por novas unidades electrónicas. Esta nova imagem permitiu alargar o horário de funcionamento que passou a ser de 24 horas sem interrupção, e todo o ano. O número de empregados subiu para nove, sendo um deles um cidadão com necessidades especiais.

A nova imagem da empresa reflectiu-se num aumento das vendas para 5 milhões de litros de combustível, isto em 1994. Mas “por alterações impostas pela Câmara Municipal no sentido do trânsito que condicionou a saída de veículos do posto de abastecimento, este marco nunca mais foi igualado”.

A 31 de Dezembro de 2006 o posto encerra por o seu modelo estar no limite das capacidades. A média de vendas era então de 4,5 milhões de litros.

Em 1999, com o falecimento do seu sócio fundador, a gestão ficou na esfera da responsabilidade de Manuel Rebola, que começou a procurar outras oportunidades de negócio para garantir a continuidade da empresa face à ameaça de “fecho compulsivo imposto pela Câmara do Barreiro, em virtude de naquele local ir nascer o Fórum Barreiro”.

Em 2003 o Grupo adquire a licença de exploração de um Posto da AGIP na Estrada Nacional 10, em Águas de Moura, mas este teve de encerrar em 2006 por a licença de Alvará da Petrolífera ter caducado. Reabre dois anos depois mas apenas do lado Norte e sem loja de conveniência.

Ainda em 2006, o Rebola & Filho é convidada pela Petrogal a gerir em franchising o Posto de Abastecimento de Alcochete, composto por rodovia de abastecimento com três ilhas, uma loja de conveniência e uma lavagem automática. Este desafio surgiu em boa altura devido ao eminente fecho do posto do Barreiro, e para segurar postos de trabalho.

Em 2008 empresa enfrenta novo desafio ao ficar com a gestão de mais três postos de abastecimento: um posto duplo da GALP em Sesimbra, outro em Fernão Ferro, da AGIP, e um terceiro em Águas de Moura também da AGIP. Ao todo, o Grupo passa a dispor de 4 postos de abastecimento e 24 trabalhadores.

Entretanto o mercado mundial entra em recessão económica e o Grupo Rebola & Filho passa por momentos menos bons, mas consegue resistir. Em Março de 2012, “com a necessidade de crescer” depois do “emagrecimento forçado”, foi criada a empresa Blacktarget, Lda, para que “pudesse receber novos postos em mercados destintos e com novas potencialidades de crescimento”, refere o núcleo do Grupo.

A nova empresa recebeu os dois postos de abastecimento das Pontes e estabelece um horário de 24 horas. Em Dezembro do mesmo ano “voltámos ao mercado do Barreiro com a aquisição de dois postos emblemáticos na cidade”. A grande área de serviço no acesso ao Parque Industrial da Quimiparque (Baía Tejo), também esta a laborar 24h e composta por Loja Tangerina, túnel de lavagem e oficina de assistência auto MIDAS. O outro posto é uma área de serviço Galp, junto ao Hospital do Barreiro no nó do final da via rápida, na variante de sentido da Baixa da Banheira, com um serviço versátil de Loja Tangerina, lavagem automática e JetWash.

Entretanto, de Fevereiro do ano passado até hoje o Grupo adquiriu mais dois postos na Estrada Nacional que liga Alcácer do Sal a Grândola, onde está a ser implementada a mesma política de micromercados

Possuindo hoje um quadro de pessoal de 40 Trabalhadores, a Blacktarget, Lda, é o sector do Grupo que apresenta maior dinâmica, apesar de ser a empresa Rebola & Filho que detêm o posto com melhor rácio de exploração e que se situa como a Galp Tangerina nº1 no Ranking da Petrogal.

“Num horizonte de curto a médio prazo, estamos a optimizar os recursos existentes e a preparar o Grupo para novo crescimento, tendo em conta a transformação das fontes de energia que estão em curso”.

Voltar às 500 Maiores Empresas

Comentários

- Pub -